Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45462
Title in Portuguese: Efeito da revacinação com bcg na detecção de anticorpos ANTI-PGL1 em contatos menores de 15 anos de pacientes com hanseníase
Author: Aguiar, Edglesy Carneiro
Pinto, Luiz Carlos Albuquerque
Macedo, Alexandre Casimiro de
Nagão-Dias, Aparecida Taemi
Câmara, Lilia Maria Carneiro
Keywords: Vacina BCG
Dosagem Anti-PGL-1
Hanseníase
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Ceará
Citation: AGUIAR, Edglesy Carneiro et al. Efeito da revacinação com BCG na detecção de anticorpos ANTI-PGL1 em contatos menores de 15 anos de pacientes com hanseníase. Revista Encontros Universitários da UFC, Fortaleza, v.1, n. 1, 2016. (Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação, 9).
Abstract in Portuguese: A vacina BCG é ministrada ao nascer como imunoprofilaxia contra a tuberculose, sendo indicada a revacinação aos contatos de hanseníase, sem sinais e/ou sintomas da doença, e com uma ou nenhuma cicatriz vacinal, variando, no Brasil, a proteção de 20 a 80%. O Brasil tem 96% dos casos novos de hanseníase em ≤ 15 anos das Américas, tornando a faixa etária objeto de estudos para diagnóstico precoce. A pesquisa sorológica de anti-PGL-1(glicolipídeo fenólico-1 da parede celular específico do Mycobacterium leprae) é utilizada no auxílio diagnóstico, onde sua positividade demonstra risco de adoecimento entre os contatos. O objetivo do trabalho foi avaliar se a revacinação com BCG em contatos menores de 15 anos modula a produção de anticorpos IgM anti-PGL1. Após a avaliação dermatoneurológica, 1ª dose de BCG confirmada e o consentimento obtido, foi colhido sangue periférico de contatos menores de 15 anos de indivíduos com hanseníase, antes e depois da vacina, e realizada dosagem de anti-PGL-1 pelo teste de ELISA. As coletas aconteceram de fevereiro de 2015 a agosto de 2016, onde, foram coletadas amostras de 31 crianças, distribuídas conforme classificação operacional do caso-índice (12 paucibacilar e 19 multibacilar), o gênero (20 meninas e 11 meninos) e a idade (16 ≤ 7 anos e 15 ≥ 7). Na dosagem de anticorpos foi utilizada a metodologia ELISA, que considerou como positivo valores de índice ≥ 1,3. A média e o desvio-padrão do índice pré-BCG foi de 1,46 + 0,54, não diferindo da pós-BCG, 1,48 + 0,56 (Wilcoxon, p = 0,7409), com uma correlação significativa (Spearman r = 0,9337, p < 0,0001). Não foram observadas diferenças nos valores de anti-PGL1 em relação as variáveis analisadas, refletindo assim a não modulação da produção de anticorpos devido a revacinação com BCG.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45462
metadata.dc.type: Resumo
Appears in Collections:EPPG - Resumo de trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_resumo_eve_ecaguiar.pdf52,06 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.