Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43960
Title in Portuguese: Relação do fator de crescimento de fibroblasto 23, biomarcadores endoteliais e lesão renal aguda em pacientes críticos: uma análise de mediação
Author: Neves, Fernanda Macêdo Oliveira
Advisor(s): Libório, Alexandre Braga
Keywords: Lesão Renal Aguda
Biomarcadores
Endotélio
Issue Date: 7-Nov-2018
Citation: NEVES, F. M. O. Relação do fator de crescimento de fibroblasto 23, biomarcadores endoteliais e lesão renal aguda em pacientes críticos: uma análise de mediação. 2018. 85 f. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Introdução: Cerca de2 milhões de pessoas em todo o mundomorrem por anode lesão renalaguda (LRA). Na unidade de terapia intensiva (UTI), a LRAestá associada com o aumento da mortalidade.O fator de crescimento de fibroblastos 23 (FGF-23) e biomarcadores endoteliais têm sido relacionados a disfunções endoteliais e a LRA em pacientes críticos. Objetivos: Avaliar a relação entre o biomarcador FGF-23 em pacientes críticos com lesão renal aguda grave e a mediação desta relação por biomarcadores endoteliais.Metodologia:Estudo de coorte, prospectivo e observacionalcompacientes admitidos na UTI do Hospital Geral de Fortaleza (HGF).Amostras de sangue foram coletadas nas primeiras 24 horas após a admissão. A LRA grave (definida de acordo com o estágio KDIGO 2/3) foi o desfecho analisado.Foram realizadas várias regressões logísticas multivariadas para avaliar a associação entre o FGF-23 e os biomarcadores relacionados ao endotélio com a LRA grave. Análises de mediação foram realizadascom base nos resultados da regressão logística para verificar as relações hipotéticas do FGF-23 e dos biomarcadores relacionados ao endotélio com LRA grave. Resultados:Foram incluídos 265 pacientes,sendo 50,6% são do sexo masculino com idade média de 51,4 anos e 30,9% desenvolveram LRA grave. Após ajuste para diversas variáveis, FGF-23, proteína de adesão celular vascular 1 (VCAM-1), angiopoietina 2 (AGPT2), syndecan-1 e molécula de adesão intercelular-1 (ICAM-1) estiveram associados com LRA grave. O ICAM-1 não teve mediação estatisticamente significativa. Quando todos os três biomarcadores relacionados ao endotélio foram incluídos no mesmo modelo de mediação, 47% do efeito total do FGF-23 na LRA grave foi explicado e o efeito direto não foi mais significativo, indicando uma mediação completa. Além disso, em todos os modelos, todas as vias estatisticamente significativas tinham syndecan-1 como o último mediador.Conclusão: A associação entre FGF-23 e LRA grave é mediada por biomarcadores relacionados ao endotélio, principalmente VCAM-1 e syndecan-1; os modelos com biomarcadores seriados mostraram que o syndecan-1 parece ser um mediador final entre o FGF-23 e a LRA grave.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43960
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DMC - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tese_fmon.pdf2,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.