Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43617
Title in Portuguese: Técnicas de cultivo de larvas da espécie Macrobrachium rosenbergii (De Man, 1879) no estado do Ceará : relatório de estágio supervisionado realizado no laboratório do DNOCS
Author: Forte, Marcia Sales
Advisor(s): Igarashi, Marco Antônio
Co-advisor(s): Façanha, Simone Cardoso
Keywords: Camarões
Issue Date: 1999
Citation: FORTE, Marcia Sales. Técnicas de cultivo de larvas da espécie Macrobrachium rosenbergii (De Man, 1879) no estado do Ceará : relatório de estágio supervisionado realizado no laboratório do DNOCS. 1999. TCC (Graduação em Engneharia de Pesca) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1999.
Abstract in Portuguese: O cultivo de organismos aquáticos, em destaque a Carcinicultura, surge como uma grande alternativa para a produção de crustáceos bem como a preservação de suas populações naturais. O Brasil ocupa o 6° lugar dentre os maiores produtores mundiais da espécie Macrobrachium rosenbergii, um camarão de água doce conhecido como gigante da Malásia. O laboratório de larvicultura do DNOCS é composto de algumas estruturas para a produção de pós-larvas da referida espécie, tais como: um sistema de mistura e tratamento de água, tanques de manutenção das matrizes, tanques de eclosão (maternidade), tanques de pré-cultivo, tanques de cultivo, incubadoras para eclosão de Artemiar sala de expedição de pós-larvas, setor de preparo de alimentos, laboratório de análises físico-quimica, e setor administrativo. 0 trabalho desenvolvido no laboratório para o devido acompanhamento da produção de pós-larvas consiste em diariamente observar os parâmetros fisico-quimicos da água do cultivo (temperatura, salinidade, pH, amônia, nitrito e nitrato), coleta de amostras de larvas para observação dos estágios larvais no microscópio, contagem de larvas, administração de alimentos, esterilização, sifonamento e troca de água. Os resultados obtidos nos tanques acompanhados durante o estágio (outubro a dezembro de 1998), foram considerados satisfatórios comparando-os ã publicações de outros autores. A sobrevivência ficou em torno de 49,00%, a salinidade em 13,6°/00, a temperatura em média de 28,0°C e o valor para pH foi de 8,2, os valores de amônia variaram de 0,02 á 0,06 mg/I e os de nitrito de 0,02 ã 0,09 mg/I. No tocante à alimentação, gastou-se 20,40 g de Artemia para produzir um milheiro de pós-larvas e em torno de 190 g de alimento suplementar para produzir a mesma quantidade de pós-larvas. A produção final foi de aproximadamente 424.805,48 pós-larvas.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43617
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA DE PESCA - Trabalhos Acadêmicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1999_tcc_msforte.pdf23,23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.