Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43349
Title in Portuguese: Engorda de lagosta Panulirus argus (Latreille, 1804), em cativeiro, com diferentes tipos de dietas
Author: Costa, Omar Ribeiro
Advisor(s): Igarashi, Marco Antônio
Keywords: Lagostas
Issue Date: 2004
Citation: COSTA, Omar Ribeiro. Engorda de lagosta Panulirus argus (Latreille, 1804), em cativeiro, com diferentes tipos de dietas. 2004 TCC (Graduação em Engenharia de Pesca) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2004.
Abstract in Portuguese: Os juvenis da Lagosta Panulirus argus foram coletados na Praia de Iracema, apresentando comprimento total médio, comprimento do cefalotórax médio e peso total médio de 118,71 mm; 43,05 mm e 71,6 g respectivamente. Após passarem por um período de repouso, foram acondicionadas em vinte caixas de plástico, em cada uma com vinte e cinto litros de água marinha. Foram divididos em cinco tratamentos, com quatro repetições cada. Em cada tratamento A,B,C,D e E os Juvenis foram alimentados com uma dieta composta de 100% de biomassa de Artemia congelada, 50% de biomassa de Artemia + 50% de Brachydontis solisianus, 50% de B. solisiaanus + 50% de Thais sp., ração comercial para camarão marinho e 50% de Haemolon aurolineatum e 50% de Haemolon parrai(rejeirto de pesca-peixe), rescpectivamento, por um período de 155 dias. Realizadas duas biometrias, no inicio e no final. No que se refere a parâmetros físico-químicos, os tratamentos apresentaram-se dentro dos padrões semelhantes às águas oceânicas, ou seja, semelhante ao habitat natural desse crustáceo, portanto sendo propicio para a engorda das lagostas. Temperatura, pH e Salinidade apresentaram valores muito aproximados, pois, durante o referido experimento, sofreram correções constantes, como troca de agua e adição de água doce, no sentido de manter os referidos parâmetros em um mesmo patamar. 0 número de mudas dos tratamentos A, B e C foram idênticos, enquanto nos demais ocorreu a síndrome da muda(morte), entretanto o período de intermudas variou bastante dentro dos tratamentos, porém a quantidade de mudas não variou entre si. O desenvolvimento das lagostas nesse sistema foi bastante satisfatório, apresentando ao final do experimento, comprimento total médio, comprimento do cefalotórax médio e peso médio de 132,5 mm, 56,71 mm e 81,69 g, respectivamente, porém o cultivo em larga escala teremos que considerar uma análise econômica e avaliação do emprego e uso da alimentação correta, espaço e água. Em virtude da mortalidade 100% das lagostas dos tratamentos "D" e "E" , que não atingiram a metade dos dias do experimento, apenas as dietas ministradas nos tratamentos "A", "B" e "C" foram submetidos a teste estatístico, embora havendovi diferença nos valores absolutos de peso, comprimento do cefalotorax e comprimento total, os resultados apontaram que não houve diferença estatística significativa entre si, das dietas ministradas nos tratamentos A, B e C, portanto, indicou que não ocorreu superioridade de uma dieta com relação a outra. Entretanto, o objetivo principal do experimento foi parcialmente atingido, uma vez que, três dos cinco tratamentos testados, indicaram que houve ganho de biomassa, consequentemente, este trabalho auxiliar no estabelecimento de uma metodologia básica de engorda de lagostas juvenis da espécie P. argus em condições laboratoriais de confinamento, bem como, estabelecer alicerces para a seleção alimentos eficientes no desenvolvimento de juvenis de lagostas.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43349
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA DE PESCA - Trabalhos Acadêmicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2004_tcc_orcosta.pdf25,37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.