Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4323
Title in Portuguese: Tendência secular da peste no estado do Ceará, Brasil
Title: Secular plague trend in Ceará State, Brazil
Author: Aragão, Antonia Ivoneida
Seoane, Antônio Carlos Mendonça
Nascimento, Osmar José do
Pontes, Ricardo José Soares
Keywords: Yersinia pestis
Zoonoses
Issue Date: 2007
Publisher: Cadernos de Saúde Pública
Citation: ARAGAO, A. I. et al. Tendência secular da peste no estado do Ceará, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 23, n. 3, mar., p.715-724. 2007.
Abstract in Portuguese: Após a sua introdução no Ceará, Brasil, em 1900, a peste focalizou-se em sete complexos ecológicos: Chapada do Araripe e Serras da Ibiapaba, do Baturité, do Machado, das Matas, da Pedra Branca e de Uruburetama. As atividades de vigilância nesses focos no período de 1935/2004 foram desenvolvidas sucessivamente pelo Departamento Nacional de Saúde, Serviço Nacional de Peste, Departamento Nacional de Endemias Rurais, Superintendência de Campanhas de Saúde Pública, Fundação Nacional de Saúde e finalmente pela Secretaria de Vigilância em Saúde. A análise dos dados levantados sobre a ocorrência de casos humanos nesses 70 anos permite identificar diferentes padrões de circulação da enfermidade na população humana, caracterizados pela alternância de momentos de elevadas incidências e de silêncio, possibilitando estabelecer uma periodização cronológica com características epidemiológicas próprias. Conclui-se desses resultados que a peste ainda deve ser considerada uma ameaça potencial, o que justifica revitalizar as ações de vigilância epidemiológica, o que só ocorrerá com o fortalecimento de todas as instâncias do Sistema Único de Saúde.
Abstract: After its introduction into the State of Ceará, Brazil, in 1900, the plague was established in seven ecological complexes: Chapada do Araripe and the Ibiapaba, Baturité, Machado, Matas, Pedra Branca, and Uruburetama mountains. These natural foci were monitored successively from 1935 to 2004 by the National Health Department, National Plague Service, National Department of Rural Endemics, Superintendency of Public Health Campaigns, National Health Foundation, and finally by the National Health Surveillance Secretariat. Data analysis on human cases during these 70 years allowing identifying different plague circulation patterns in the human population, alternating high incidence with silent periods and characterizing a chronological periodicity with unique epidemiological characteristics, besides concluding that plague should still be considered a potential threat, thus justifying the revitalization of surveillance measures by strengthening all levels in the Unified National Health System. Plague; Yersinia pestis; Epidemiologic
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4323
ISSN: 0102-311X
Appears in Collections:DSC - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_art_aiaragao1.pdf851,44 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.