Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42970
Title in Portuguese: Critérios para a descrição de textos orais sob a concepção da Linguística Sistêmico-Funcional
Author: Sousa, Camila Stephane Cardoso
Advisor(s): Moura, Ana Célia Clementino
Co-advisor(s): Lima, Maria Claudete
Keywords: Linguística Sistêmico-Funcional
Oralidade
Funções de fala
Issue Date: 2019
Citation: SOUSA, Camila Stephane Cardoso. Critérios para a descrição de textos orais sob a concepção da Linguística Sistêmico-Funcional. 2019. 134f - Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2019.
Abstract in Portuguese: Esta tese objetiva refinar os procedimentos teórico-metodológicos propostos pela Linguística Sistêmico-Funcional para descrever tipos de textos instanciadores de gêneros orais em português brasileiro. Para definir os critérios contextuais e linguísticos de descrição da oralidade, ancora-se na Linguística Sistêmico-Funcional, especificamente, nos estudos de gênero (HASAN, 1996; MARTIN; ROSE, 2008), de registro (POYNTON, 1984, 1990; VENTOLA, 1979; MARTIN; ROSE, 2007; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014), no desenvolvimento do sistema de FUNÇÕES DE FALA (EGGINS, 1990; SLADE, 1996; EGGINS; SLADE, 2006), na descrição do sistema de MODO (HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014) e na descrição do estrato fonológico (HALLIDAY; GREAVES, 2008; CAGLIARI, 1981, 2007, 2012; CARVALHO; GEMENTI; CLAGLIARI, 2011). Propõe que a oralidade seja classificada, no que concerne à escala de instanciação, como uma instância do sistema linguístico e como um subpotencial de tipos de textos orais, possibilitando a descrição de tipos de textos conversacionais e não conversacionais. Convoca variáveis de registro a fim de refinar uma proposta de descrição do sistema de ORALIDADE, sendo este composto pelos subsistemas PAPÉIS DE INTERACTANTES, COERCITIVIDADE CIRCUNSTANCIAL e ATIVIDADES. No nível linguístico, sugere a revisão dos critérios de descrição do sistema semântico-discursivo de funções de fala, de forma a pautar a delimitação e a atribuição de suas unidades de análise em critérios de natureza mais funcional e menos empirista. Em suma, esta tese propõe que: (i) a oralidade se defina por uma imbricação contextual complexa, de natureza ideacional, interpessoal e textual, não se restringindo somente às subvariáveis de modo, tais como canal e mídia; (ii) os subsistemas de ORALIDADE, mais especificamente o de PAPÉIS DE INTERACTANTES, forneçam aparato descritivo para a caracterização funcional da configuração dos papéis desempenhados pelos interactantes em um texto oral, a despeito de critérios empiristas, revelando-se mais adequados à descrição de movimentos primários e secundários no âmbito semântico-discursivo; (iii) os critérios funcionais de descrição das unidades semântico-discursivas permitam redefinir a classificação de sequências monologais e interacionais.
Abstract: This thesis aims to present a more delicate proposal of the theoretical-methodological procedures proposed by the Systemic-Functional Linguistics to describe types of texts of oral genres in Brazilian Portuguese. In order to characterize the contextual and linguistic criteria of orality description, this research is anchored in Systemic-Functional Linguistics, specifically, in genre studies (HASAN, 1996; MARTIN; ROSE, 2008), in register studies (POYNTON, 1984, 1990; VENTOLA, 1979; MARTIN; ROSE, 2007; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014), in the development of the SPEECH FUNCTION network (EGGINS, 1990; SLADE, 1996; EGGINS; SLADE, 2006), in the description of the MOOD network (HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014) and in the description of the phonological stratum (HALLIDAY; GREAVES, 2008; CAGLIARI, 1981, 2007, 2012; CARVALHO; GEMENTI; CLAGLIARI, 2011). This study proposes that orality can be classified, as far as the instantiation scale is concerned, as an instance of the linguistic system and as a subpotential of types of oral texts, allowing the description of types of conversational and non-conversational texts. It summons contextual variables of register in order to refine a proposal of description of the ORALITY system, such system is composed by subsystems of PARTICIPANT ROLES, of CIRCUMSTANTIAL COERCIVITY and of ACTIVITIES. At the linguistic level, this work suggests revising the criteria for describing the semantic-discursive system of SPEECH FUNCTIONS, in order to guide the delimitation and attribution of its units of analysis in criteria of a more functional and less empiricist nature. To summarize, this thesis proposes that: (i) orality is defined by a complex contextual synthesis of ideational, interpersonal and textual nature, not restricted to mode subvariables, such as channel and medium; (ii) the ORALITY subsystems, specially the subsystem of PARTICIPANT ROLES, provide a descriptive apparatus for the functional characterization of the roles played by the participants of an oral text and, in spite of empirical criteria, are considered more adequate to the description of primary and secondary moves in the semantic-discursive scope; (iii) the functional description criteria of the semantic-discursive units allow to redefine the classification of monological and interactive sequences.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42970
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGL - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_cscsousa.pdf3,8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.