Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42512
Title in Portuguese: A formação do discurso sobre a educação de adultos no Brasil: de 1889 à década de 1940
Author: Carlos, Erenildo João
Advisor(s): Furtado, Eliane Dayse Pontes
Keywords: Brasil República - Educação
Discurso político-jurídico-educacional
Educação de Adultos
Análise arqueológica do discurso
Política de Educação de Adultos
Issue Date: 2005
Citation: Carlos, Erenildo João. A formação do discurso sobre a educação de adultos no Brasil: de 1889 à década de 1940. 2005. 341f. - Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza(CE), 2005.
Abstract in Portuguese: Com o advento da República, em 1889, concretizou na história brasileira o que antes figurava tão­ somente no plano do desejo e do discurso político republicano: um Brasil fundado na democracia, no direito e numa nação livre e soberana. Com a Proclamação, um conjunto de enunciados, registrado nas Declarações dos Direitos do Homem e do Cidadão, adquiriu legitimidade nacional e estatuto constitucional, deixando de ser apenas uma série de teses utópicas defendidas por alguns; passando a desenhar o modo de pensar, dizer e fazer de uma nova época. Nesse contexto histórico e discursivo, a educação foi associada à democracia, instituída como um direito do cidadão e concebida como uma prática social necessária ao desenvolvimento do indivíduo e do país. Por sua vez, a educação, destinada aos adultos, acabou por ser tematizada como um problema nacional. Isso foi expresso de forma dispersa e heterogênea, em lugares diferentes: nas estatísticas do IBGE, nas campanhas nacionais e locais, nos congressos e seminários regionais, nacionais e internacionais, nos proferimentos de políticos e de intelectuais e nos textos jurídicos. Partindo da tese de que a história da educação de adultos também foi produzida como um acontecimento da ordem do discurso, o presente estudo buscou investigar a formação do discurso sobre a educação de adultos no Brasil, no intercurso de 1889 a fins dos anos de 1940. Recorrendo à análise arqueológica do discurso, examinou-se o discurso da educação de adultos, materializado em um conjunto de textos consagrados pela historiografia da educação brasileira. A análise efetivada constatou que esse enunciado foi tecido, principalmente, a partir do entrelaçamento de três modalidades discursivas: a política, a jurídica e a educacional. Nesses distintos lugares, foi produzida uma série de signos e de posição de sujeitos; fixada a coincidência entre a prática educativa e o indivíduo para quem ela se destinava; e efetivada uma ruptura com a herança da concepção da educação de adultos como extensão da educação infantil. Face a isso, o estudo concluiu que a formação do enunciado da educação de adultos no Brasil fora, de fato, instalada no curso do advento da República à implantação da Campanha de Educação de Adultos de 1947. Desde então, passou a ser descrita, como uma modalidade de ensino do sistema escolar, e reconhecida à necessidade de possuir um estatuto pedagógico próprio.
Abstract: The arrival of the Republic, in 1889, accomplished in Brazilian history what before was considered as wishful thinking or heard of only in the republican political discourse: a Brazil founded on democracy, rights and a free and sovereign nation. A set of statements, registered in the Declaration of the Rights of Man and of the Citizen, acquired nationallegitimacy and a constitutional statute; no longer just a series of utopian theories defended by some but rather designing a new form of thinking, speaking and acting. Education was then associated with democracy, instituted as the right of citizens and conceived as a social practice necessary for the development of the individual and the country. On the other, adult education was characterized as a national problem. This was expressed in a disperse and heterogeneous manner, in different places; in the statistics of IBGE, in national and local campaigns, in national, regional and intemational conferences and seminars, in the speeches of politicians and intellectuals and in legal documents. Based on the theory that the history of adult education was also produced out of discourses, the present study attempts to examine the development of the adult education discourse in Brazil, during the period between 1889 and the end of the 1940s. Resorting to an archeological analyses of the discourse, the adult education discourse was examined from a set of texts consecrated by the historiography of Brazilian education. The analyses confirmed that the statements were, mainly, fabricated from the intertwine of three discourse modalities: political, legal and educational. In these distinct places, a series of signs and subject positions were produced; rectifying the coincidence between the educational practice and the individual for which it is destined; establishing a rupture with the heritage of the conception of adult education as an extension of early education. Consequently, the study concludes that the formation of the statement of adult education in Brazil was, indeed, instated in the course of the arrival of the Republic during the Adult Education Campaign of 1947. Since then, it has been described as a teaching modality of the school system, with the recognition that it needs to possess its own pedagogical statue.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42512
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_tese_ejcarlos.pdf45,69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.