Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4243
Title in Portuguese: Inadequação de formulações farmacêuticas de uso pediátrico e sua problemática em hospital de ensino do nordeste
Title: Lack of medicines with proper formulation for use in children and its practical repercussions in a reference pediatric public hospital in Fortaleza-Ce
Author: Costa, Patricia Quirino da
Advisor(s): Coelho, Helena Lutéscia Luna
Keywords: Uso de Medicamentos
Farmacoepidemiologia
Avaliação de Medicamentos
Issue Date: 2005
Citation: COSTA, P. Q. Inadequação de formulações farmacêuticas de uso pediátrico e sua problemática em hospital de ensino do nordeste do Brasil. 2005. 125 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2005.
Abstract in Portuguese: A escassez de medicamentos adequados ao uso pediátrico obriga os prescritores a extrapolarem informações obtidas através de testes com indivíduos adultos para crianças, bem como a adaptarem formulações desenvolvidas para adultos. Os riscos são elevados podendo comprometer a eficácia e a segurança dos tratamentos.Conhecer a problemática da carência de formulações farmacêuticas adequadas ao uso em crianças e suas repercussões práticas em um hospital pediátrico do SUS. Estudo descritivo transversal, envolvendo: busca na literatura internacional de medicamentos cuja forma ou formulação representam um problema para o uso em crianças (MP, medicamentos problema) e identificação desses medicamentos no mercado farmacêutico brasileiro; inquérito com médicos de um hospital pediátrico (N=48, 98% do total) sobre quais são os MP em sua prática clínica e seguimento da prescrição e preparo de MP sólidos na instituição. Foi empregada a Classificação Anatômica Terapêutica e Química de medicamentos e cálculo de freqüências das variáveis. O projeto foi aprovado pela comissão de ética da instituição. Foram identificados 131 MPI (medicamentos problema internacionais), 105 destes são comercializados no Brasil, sendo 85 de uso pediátrico. Os princípios ativos mais freqüentes foram: salbutamol, furosemida, paracetamol, cisaprida e morfina. Os MP mais citados pelos médicos foram captopril, furosemida, digoxina, espironolactona, hidroclorotiazida e prednisona. A carência de preparações orais, parenterais e em baixas doses foram os problemas mais citados. Foi acompanhada a adaptação de 24 distintos MP sólidos (89 prescrições). Todas as prescrições apresentavam inconformidades, bem como todos os procedimentos de preparo. As doses administradas foram 3,47 a 1.125% do preconizado (22,7% inferiores e 39.5% superiores); somente em 37,8% dos casos foi administrada a dose preconizada. A carência de preparações apropriadas para uso em crianças é um problema em todo o mundo. No Brasil isso é agravado pela falta de condições adequadas para a adaptação de formulações em hospitais, bem como pela inobservância de procedimentos padronizados.
Abstract: The scarcity of medicines developed to be used in children creates the need of to extrapolate information obtained by tests in adults and of to adapt adult formulations to this age group. The risks are great and can compromise the efficacy and safety of treatments.To know the problem of lack of formulations apropriated to be used in children and its practical repercussions in a SUS pediatric hospital.A cross-sectional, descriptive study, involving: literature search for medicaments whose formulations represents a problem for use in children (Medicine Problem – MP) and the identification of these medicines on the Brazilian market; a survey applied to doctors in a pediatric hospital to know which are the PM in their clinical practice; follow up of prescription and adaptation of solid PM in this institution. The Anatomic Therapeutic Chemical classification of medicines was adopted; the frequencies of variables were calculated; the project was approved by the hospital Ethics Committee.A total of 131 IPM (International Problem Medicine) were identified, 105 of these are marketed in Brazil, including 85 pediatric preparations. The most frequent MP were salbutamol, furosemide, paracetamol, cisaprida and morphine; The doctors (N=48, 98% of total) referred mainly captopril, furosemide, digoxine, espironolactone, hidroclorotiazide e prednisone as PM. Lack of oral, parenteral, or lower doses formulations were the more frequent problems. The preparation of 89 solid PM was followed up; there were inadequacies in all prescriptions and preparing procedures. The final dosis administered were 3,47 to 1.125% of expected (22,7% under and 39 over); only 37,8 of children received the standardized dosis. The lack of appropriate preparations to be used in children is a problem all over the world. In Brazil this problem is aggravated by the lack of adequate conditions in hospitals to adapt formulations and poor compliance with standard procedures.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4243
Appears in Collections:DFAR - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_dis_pqcosta.pdf376,71 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.