Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4219
Title in Portuguese: Complicações relacionadas a progressão da doença de Parkinson e ao uso de levodopa : um estudo sobre flutuações motoras e função orofaringea
Title: Parkinsonism related disorders and use of levodopa : a study on motor fluctuations and oropharyngeal function
Author: Monte, Francisca Sueli
Advisor(s): Bruin, Veralice Meireles Sales de
Keywords: Doença de Parkinson
Transtornos de Deglutição
Transtornos das Habilidades Motoras
Issue Date: 2003
Citation: MONTE, F. S. Complicações relacionadas à progressão da doença de Parkinson e ao uso de levedopa : um estudo sobre flutuações motoras e função orofaríngea. 2003. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2003.
Abstract in Portuguese: Pacientes com doença de Parkinson (DP) desenvolvem freqüentemente flutuações motoras com perda de beneficio terapêutico. A levodopa permanece como agente dopaminérgico mais efetivo, entretanto, após alguns anos de tratamento observa-se geralmente flutuações motoras e discinesias. A ocorrência destas complicações é responsável por incapacidade e constituem desafio terapêutico. Publicações recentes têm sugerido que a amantadina, inicialmente prescrita como uma substância com atividade antiviral, poderia reduzir as discinesias em pacientes com DP. A disfunção orofaríngea também é freqüentemente observada em pacientes com DP e é posteriormente uma causa de aspiração silenciosa que conduz a pneumonia e eventualmente morte. Neste estudo, avaliamos o efeito da amantadina nas discinesias e flutuações motoras induzidas por levodopa em pacientes com DP. Utilizamos desenho duplo-cego, randomizado e controlado por placebo. Durante o estudo foram randomizados 20 pacientes, tendo 16 completado o protocolo conforme o planejado. No grupo tratado com amantadina, foi observada redução da duração da discinesia (p=0.037). Não foram relatadas, nem observadas reações adversas após uso da amantadina. Neste estudo observou-se uma redução das dicinesias nos pacientes tratados com amantadina. Foram avaliados 15 pacientes com DP e portadores de discinesia induzida por levodopa, 12 pacientes com DP sem discinesias, e 7 controles. Os pacientes com DP e discinesia apresentaram eficiência de deglutição semelhante ao grupo controle. A eficiência da deglutição foi significativamente menor no grupo de pacientes com DP sem discinesia do que no grupo controle (p=0,02). Episódios de aspiração foram observados em apenas um paciente. De acordo com este estudo, a presença de discinesia não foi associada a piora da função orofaríngea dos pacientes com DP, o que reforça o conceito que outros sistemas diferentes do dopaminérgico possam estar envolvidos na gênese da disfunção orofaríngea na DP.
Abstract: Patients presenting with Parkinson´s disease (PD) frequently develop motor fluctuations and loss of therapeutic benefit. Levodopa is the most effective dopaminergic agent, however, after some years of treatment motor fluctuations and dyskinesias are commonly observed. These complications are a source of disability and a therapeutic challenge. Previous studies have shown that amantadine, initially prescribed as an anti-viral substance, potentially reduce dyskinesia in PD patients. Oropharyngeal dysfunction are also frequently seen in PD patients. The latter is a cause of unsuspected aspiration leading to pneumonia and eventually death. Presently, we evaluated the effects of amantadine on daytime fluctuations and dyskinesia in PD. We performed a double-blind, randomized, placebo-controlled study. Twenty PD cases were randomized and 16 finished the study. In those treated with amantadine, a reduction of the duration of dyskinesia was observed (P=0,037). In this study, adverse drug reactions were not registered. We conclude that a reduction of dyskinesia was associated with the use of amantadine in PD patients. We have also studied the oropharyngeal function through videofluorocopy. We evaluated 15 patients with PD presenting dyskinesia, 12 cases with PD without dyskinesia and 7 age-matched control. Patients with PD and dyskinesias had oropharyngeal swallowing efficiency similar to control. Patients with PD and without dyskinesia had a significant reduction of oropharyngeal swallowing efficiency in relation to control (P=0,02). Silent aspiration was observed in only one case. According to this study, dyskinesia was not associated with worsening of oropharyngeal function in PD which reinforce the concept that other systems different from dopamine may be involved in the genesis of oropharyngeal dysfunction in PD.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4219
Appears in Collections:DFAR - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2003_dis_fsmonte.pdf387,37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.