Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42133
Title in Portuguese: “Eu acho que mulher nasce pra isso”: representações sociais de usuárias do CREAS/Sobral quanto a violências cometidas pelos parceiros.
Author: Souza, Maria Hariadna Mesquita de
Advisor(s): Nascimento, Francisca Denise Silva do
Keywords: Gênero
Violência
Mulheres
Psicologia
Teoria das Representações Sociais
CREAS/Sobral
Issue Date: 2017
Citation: SOUZA, M.H.M. (2017)
Abstract in Portuguese: O presente estudo buscou investigar os significados atribuídos e compartilhados por usuárias atendidas pelo CREAS/SOBRAL no que se refere às violências sofridas e sentidas no âmbito doméstico, compreendendo as representações sociais construídas por essas mulheres sobre o fenômeno vivenciado. Adotou-se como referencial teórico a Teoria das Representações Sociais proposta por Moscovici. A estratégia metodológica utilizada foi a pesquisa qualitativa e os instrumentos de coleta de dados foram a observação e a entrevista semi-estruturada. Foram realizadas 3 entrevistas com mulheres de idade entre 25 e 45 anos. Os resultados apontaram que as entrevistadas demonstraram maior facilidade em caracterizar as agressões físicas como violência em comparação às formas de violência psicológica e a ingestão de álcool foi colocada como a principal motivação da violência, seguido pelo ciúmes. As representações dos agressores foram ancoradas em duas esferas: uma afetiva e outra negativa. No que tange as perspectivas de futuro observaram-se representações ancoradas na falta de possibilidades e paralisação. As consequências da violência e os sentimentos vivenciados diante dela completam as representações dessas mulheres. O artigo está dividido em quatro tópicos, além da introdução. No primeiro tópico apresentamos os traçados metodológicos da pesquisa. No seguinte, tratamos de violência e gênero, fazendo algumas considerações sobre o fenômeno da violência e sua manifestação enquanto violência de gênero, mais especificamente a perpetrada contra mulheres relacionando à perspectiva da Teoria das Representações Sociais. As análises das entrevistas bem como o levantamento de discussões estão apresentadas no terceiro tópico, seguidas do quarto tópico com as considerações finais.
Abstract: The present study sought to investigate the meanings attributed and shared by users served by CREAS/SOBRAL with regard to the violence suffered and experienced in the home, understanding the social representations built by these women on the experienced phenomenon. The Theory of Social Representations proposed by Moscovici was adopted as theoretical reference. The methodological strategy used was qualitative research and data collection instruments were observation and semi-structured interview. Three interviews were conducted with women aged between 25 and 45 years. The results showed that respondents showed greater ease in characterizing physical aggression as violence compared to forms of psychological violence and alcohol intake was placed as the main motivation for violence, followed by jealousy. The representations of the aggressors were anchored in two spheres: one affective and one negative. Regarding future prospects, we observed representations anchored in the lack of possibilities and paralysis. The consequences of violence and the feelings experienced before it complete the representations of these women. The article is divided into four topics, besides the introduction. In the first topic we present the methodological paths of the research. In the following, we deal with violence and gender, making some considerations about the phenomenon of violence and its manifestation as gender violence, more specifically perpetrated against women related to the Theory of Social Representations perspective. The analysis of the interviews and the survey discussions are presented in the third topic, followed by the fourth topic with final considerations.
Description: SOUZA, M.H.M. “Eu acho que mulher nasce pra isso”: representações sociais de usuárias do CREAS/Sobral quanto a violências cometidas pelos parceiros. 2017. 44f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Federal do Ceará - campus Sobral, Sobral, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42133
Appears in Collections:PSICOLOGIA - SOBRAL - TCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_mhmsouza.pdf715,75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.