Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/41014
Title in Portuguese: Pegada hídrica da banana nas principais regiões produtoras do Ceará
Title: Water footprint of the banana in the main producing regions of Ceará
Author: Oliveira, Vandemberk Rocha de
Advisor(s): Costa, Raimundo Nonato Távora
Keywords: Manejo de irrigação
Uso eficiente da água
Escassez hídrica
Irrigation management
Efficient water use
Water scarcity
Issue Date: 2018
Citation: OLIVEIRA, Vandemberk Rocha de. Pegada hídrica da banana nas principais regiões produtoras do Ceará. 2018. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Os recursos hídricos serão suficientes para produzir o alimento requerido até 2050, entretanto muitas regiões irão enfrentar substancial escassez hídrica. Os países que apresentam regiões com escassez hídrica precisam planejar estratégias de gestão que garantam a segurança alimentar da população. A utilização de mecanismos inovadores e mais eficientes de gestão dos recursos hídricos será necessária para garantir a alocação e uso eficiente de água, garantir o acesso hídrico para uso doméstico e a produção agrícola, e proteger os recursos básicos naturais. A banana é uma das frutas mais consumidas no mundo. A produção mundial da banana chegou a 113,9 milhões de toneladas. É importante destacar que a bananicultura tem grande importância no agronegócio brasileiro, sendo que a região Nordeste contribui com a maior produção, aproximadamente 32% da produção nacional. A pesquisa tem por objetivo determinar a pegada hídrica da cultura da bananeira nos perímetros irrigados Jaguaribe Apodi e Tabuleiros de Russas, além de uma área produtora no município de Missão Velha, seguindo a metodologia descrita pelo Manual Avaliação da Pegada Hídrica, a qual se compõe de quatro fases: definição de objetivos e escopo; contabilidade da pegada hídrica; análise de sustentabilidade da pegada hídrica e formulação de respostas estratégicas. A avaliação da pegada hídrica pode contribuir com a tomada de decisão de governantes e produtores quanto ao real valor da água bruta, elevando assim as discussões relacionadas à cobrança de água bruta no setor agrícola, implantação e manejo das culturas nas diferentes bacias hidrográficas. As médias de pegada hídrica agrícola para Jaguaribe Apodi, Tabuleiros de Russas e Missão Velha foram de 998,3; 1.048 e 1.107 m³ t-1, respectivamente. Para Missão Velha em razão das condições climáticas que demandam menor evapotranspiração de água azul, obtiveram-se resultados para a água azul de 780,9 m³ t-1. Já para Jaguaribe Apodi e Russas estes valores foram respectivamente de 830,6 e 862,7 m³ t-1. A região de Missão Velha por apresentar uma pegada hídrica azul inferior em até 47% à pegada hídrica azul das regiões da Chapada do Apodi e Russas sinaliza como uma região com potencial para atrair o cultivo irrigado desta cultura, não obstante a dependência da fonte de água subterrânea. A pegada hídrica total para a cultura da bananeira nas regiões de Limoeiro do Norte, Russas e Missão Velha foram superiores a pegada hídrica mundial em 26%, 33% e 40%, respectivamente.
Abstract: Water resources will be sufficient to produce the required food by 2050, though many regions will face substantial water shortages. Countries with regions with water scarcity need to plan management strategies that ensure food security for the population. The use of innovative and more efficient water resource management mechanisms will be necessary to ensure efficient allocation and use of water, guarantee access to water for domestic use and agricultural production, and to protect basic natural resources. Banana is one of the most consumed fruits in the world. World banana production reached 113.9 million tonnes. It is important to highlight that banana farming is of great importance in Brazilian agribusiness, with the Northeast contributing the highest production, approximately 32% of the national production. The research aims to determine the water footprint of the banana crop in the irrigated perimeters Jaguaribe Apodi and Tabuleiros de Russas, as well as a production area in the municipality of Missão Velha, following the methodology described by the Water Footprint Assessment Manual, which is composed of four phases: goal setting and scope; water footprint accounting; sustainability analysis of the water footprint and formulation of strategic responses. The evaluation of the water footprint can contribute to the decision-making of government and producers regarding the real value of raw water, thus raising the discussions related to the collection of raw water in the agricultural sector, implantation and crop management in the different river basins. The agricultural water footprint averages for Jaguaribe Apodi, Tabuleiros de Russas and Missão Velha were 998.3; 1,048 and 1,107 m³ t-1, respectively. For Old Mission because of the climatic conditions that require less evapotranspiration of blue water, results were obtained for blue water of 780.9 m³ t-1. For Jaguaribe Apodi and Russas these values were respectively 830.6 and 862.7 m³ t-1. The region of Missão Velha, because it presents a blue water footprint of up to 47% to the blue water footprint of the Apodi and Russas Plateau regions, indicates a region with potential to attract the irrigated crop of this crop, notwithstanding the dependence of the water source underground. The total water footprint for banana plantations in the regions of Limoeiro do Norte, Russas and Missão Velha were superior to the global water footprint in 26%, 33% and 40%, respectively
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/41014
Appears in Collections:PPGENA - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tese_vroliveira.pdf1,44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.