Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39501
Title in Portuguese: A woman's place: uma análise comparativa da personagem Serena Joy do livro para as telas
Author: Silva, Alane Melo da
Keywords: Margaret Atwood
O conto da Aia
Serena Joy
Issue Date: 2018
Publisher: Transversal - Revista em Tradução
Citation: SILVA, Alane Melo da. A woman's place: uma análise comparativa da personagem Serena Joy do livro para as telas. Transversal - Revista em Tradução, Fortaleza (CE), v. 4, n. 8, p. 31-42, 2018.
Abstract in Portuguese: O presente artigo tem como objetivo empreender uma análise comparativa da adaptação da personagem Serena Joy do livro O Conto da Aia (1985) para a série homônima de televisão produzida pelo canal de streaming Hulu (2017-2018). A obra supracitada apresenta um mundo distópico onde os Filhos de Jacó, um grupo religioso fundamentalista através de um golpe militar depõe o governo democrático dos Estados Unidos e instituem a República de Gileade, um Estado totalitário e teocrático que impõe a repressão as liberdades individuais, dividindo homens e mulheres em castas, sendo que mulheres deveriam desempenhar determinadas funções de acordo com a sua capacidade biológica. A personagem feminina Serena Joy é a principal representante das Esposas, grupo de mulheres casadas com os Comandantes de Gileade, que tem o maior status social possível para mulheres na obra. Portanto, nesse artigo analisaremos como a personagem foi adaptada do livro para a série de televisão. Como fundamentação teórica, recorremos a Even-Zohar (1990), Lefevere (1992), Brito (1995), Ribeiro (2005) Stam (2008) e Hutcheon (2013) que fundamentam o conceito de tradução intersemiótica e abordam aspectos essenciais da adaptação fílmica e Candido (2011) que discorre sobre o conceito de personagem na obra literária.
Abstract: This article aims to undertake a comparative analysis of the adaptation of the character Serena Joy of the book The Handmaid’s tale (1985) for the homonymous television series produced by the streaming channel Hulu (2017-2018). The above-mentioned work presents a dystopian world where the Sons of Jacob, a fundamentalist religious group which through a military coup, deposes the democratic government of the United States and establishes the Republic of Gilead, a totalitarian and theocratic state that imposes repression on individual freedom and divide them in castes and the women should perform certain functions according to their biological capacity. The female character Serena Joy is the main representative of the Wives, a group of women married to the commanders of Gilead, who has the highest possible social status for women in the Gileade Republic. Therefore, this article we'll look at how the character was adapted from the book to the television series. As a theoretical basis, we have used Even-Zohar (1990), Lefevere (1992), Brito (1995), Ribeiro (2005) and Hutcheon (2013), who base the concept of intersemiotic translation and discuss essential aspects of film adaptation and Candido (2011) that discusses the concept of character in the literary work.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39501
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 2446-8959
Appears in Collections:DLE - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_art_amsilva.pdf343,57 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.