Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39499
Title in Portuguese: Tradução dos camponeses aristofânicos como matutos cearenses em acarnenses e paz
Author: Pompeu, Ana Maria César
Keywords: Trigeu
Paz
Diceópolis
Acarnenses
Camponeses aristofânicos
Issue Date: 2018
Publisher: Transversal - Revista em Tradução
Citation: POMPEU, Ana Maria César. Tradução dos camponeses aristofânicos como matutos cearenses em acarnenses e paz. Transversal - Revista em Tradução, Fortaleza (CE), v. 4, n. 8, p. 3-14, 2018.
Abstract in Portuguese: Estudamos a gênese rural da comédia pela paródia de um canto fálico, que é indicado por Aristóteles, na Poética, como origem da comédia, dentro da celebração de uma Dionísia rural, em comemoração à paz readquirida pelo protagonista de Acarnenses. Compararemos a paz particular de Diceópolis, defendida numa trigédia, canto ao vinho novo ou comédia, e a de Trigeu, o vindimador, que resgata a deusa Paz, na peça homônima, para todos os gregos. A paz dos dois protagonistas se manifesta nos rituais dionisíacos agrários, que equiparamos às festas juninas do nordeste brasileiro, pelo reconhecimento dos seus traços estruturais comuns, na forma de festivais agrários de fertilidade e manifestações espetaculares. O aspecto agrário da paz será traduzido na comédia Paz de Aristófanes pela versão matuta cearense dos camponeses aristofânicos, em consonância com a tradução de Acarnenses já estabelecida por nós, no reconhecimento da forte inspiração da Musa da comédia na cultura cearense. Apresentaremos os prólogos das duas peças na nossa tradução matuta cearense, enfatizando o aspecto rural da comédia, como cidade justa, em sua proposta de paz, seja na Grécia antiga, seja no Brasil atual. Nosso projeto teve o apoio do CNPQ/Universal-Processo n°: 458142/2014-0.
Abstract: We study the rural genesis of comedy by the parody of a phallic song, which is indicated by Aristotle, in Poetics, as the origin of the comedy, within the celebration of a rural Dionysia, in commemoration of the peace reacquired by the protagonist of Acharnians. We will compare the private peace of Dikaiopolis, defended in a trygoidia, “singing to new wine” or “comedy”, and that of Trygaeus, the vintager, who rescues the goddess Peace, in the homonymous piece, for all the Greeks. The peace of the two protagonists manifests itself in the Dionysian agrarian rituals, which we equate with the June festivals in the Northeastern part of Brazil, for the recognition of their common structural features, in the form of agricultural festivals of fertility and spectacular manifestations. The agrarian aspect of peace will be translated into the comedy Peace of Aristophanes by the rural version of the Aristophane's peasants, in line with the translation of Acarnenses already established by us, in recognition of the strong inspiration of comedy‟s Muse in the culture of Ceará. We will present the prologues of the two plays in our rural translation from Ceará, emphasizing the rural aspect of the comedy, as a fair city, in its proposal of Peace, whether in ancient Greece or Brazil today. Our project had the support of CNPQ / Universal-Process No.: 458142 / 2014-0.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39499
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 2446-8959
Appears in Collections:DLE - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_art_amcpompeu.pdf411,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.