Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39386
Title in Portuguese: Trocas gasosas, índices de crescimento e composição morfológica de híbridos de sorgo em sequeiro sob frequências de pastejo com ovinos
Title: Gas exchange, growth indexes and morphological composition of sorghum hybrids in rainfed conditions under grazing frequencies with sheep
Author: Maranhão, Theyson Duarte
Advisor(s): Cândido, Magno José Duarte
Co-advisor(s): Pompeu, Roberto Cláudio Fernandes Franco
Keywords: Cultivo de sequeiro
Sorghum bicolor x S
sudanense
Taxa de assimilação líquida
Taxa de fotossíntese foliar
Issue Date: 2019
Citation: MARANHÃO, Theyson Duarte. Trocas gasosas, índices de crescimento e composição morfológica de híbridos de sorgo em sequeiro sob frequências de pastejo com ovinos. 2019. 52 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: A sazonalidade da produção de forragem em regiões semiáridas consiste num dos principais entraves à produção de ruminantes a pasto. A utilização de plantas forrageiras tolerantes ao déficit hídrico, que reduza a sazonalidade na produção de forragem, consiste em estratégia factível para viabilizar a pecuária a pasto nessas regiões. Objetivou-se avaliar as trocas gasosas, os índices de crescimento e a composição morfológica de dois híbridos de sorgo para pastejo submetidos a duas frequências de pastejo com ovinos. Adotou-se um arranjo fatorial 2x2 num delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Os tratamentos consistiram da combinação entre dois híbridos de sorgo para pastejo (Sorghum bicolor x S. sudanense) e duas frequências de pastejo (60 e 80 cm de altura), com ovinos da raça Morada Nova, manejados sob lotação rotativa. Para o ensaio de trocas gasosas constatou-se interação entre híbridos e frequência de pastejo. Quantificou-se maior índice relativo de clorofila para o híbrido CM (44,40 unidades SPAD). A taxa de fotossíntese foliar foi superior (33,41 μmol-1 m-2 s-1) na menor frequência de pastejo (60 cm). As taxas de transpiração foliar, condutância estomática, concentração interna de dióxido de carbono, temperatura foliar, relação fotossíntese/condutância e relação fotossíntese/transpiração não apresentaram significância para os fatores estudados. Para os índices de crescimento, obteve-se ajuste dos modelos testado para o efeito da idade de crescimento durante o período de descanso. O índice de área foliar, razão de peso foliar, taxa de assimilação líquida e taxa de crescimento relativo apresentaram comportamento linear. A razão de área foliar foi minimizada aos 11,45 dias para o BRx60 e maximizada aos 19,83 dias para o BRx80, não revelando significância para CMx60 (0,0407 ± 0,01) e CMx80 (0,0248 ± 0,09). Para a composição morfológica do dossel, observou-se maior percentual de lâminas foliares na camada superior a 31 cm na combinação CMx60. Houve aumento no percentual de colmo e material morto, e na ocorrência de plantas invasoras a partir de 31 cm de altura, para as combinações BRx80 e CMx80. A combinação BRx60 apresentou maior eficiência fotossintética e a combinação CMx60 maior eficiência de crescimento. O manejo com 60 cm de altura pré-pastejo proporcionou maior percentual de lâminas foliares verdes ao longo do perfil do dossel.
Abstract: A sazonalidade da produção de forragem em regiões semiáridas consiste num dos principais entraves à produção de ruminantes a pasto. A utilização de plantas forrageiras tolerantes ao déficit hídrico, que reduza a sazonalidade na produção de forragem, consiste em estratégia factível para viabilizar a pecuária a pasto nessas regiões. Objetivou-se avaliar as trocas gasosas, os índices de crescimento e a composição morfológica de dois híbridos de sorgo para pastejo submetidos a duas frequências de pastejo com ovinos. Adotou-se um arranjo fatorial 2x2 num delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Os tratamentos consistiram da combinação entre dois híbridos de sorgo para pastejo (Sorghum bicolor x S. sudanense) e duas frequências de pastejo (60 e 80 cm de altura), com ovinos da raça Morada Nova, manejados sob lotação rotativa. Para o ensaio de trocas gasosas constatou-se interação entre híbridos e frequência de pastejo. Quantificou-se maior índice relativo de clorofila para o híbrido CM (44,40 unidades SPAD). A taxa de fotossíntese foliar foi superior (33,41 μmol-1 m-2 s-1) na menor frequência de pastejo (60 cm). As taxas de transpiração foliar, condutância estomática, concentração interna de dióxido de carbono, temperatura foliar, relação fotossíntese/condutância e relação fotossíntese/transpiração não apresentaram significância para os fatores estudados. Para os índices de crescimento, obteve-se ajuste dos modelos testado para o efeito da idade de crescimento durante o período de descanso. O índice de área foliar, razão de peso foliar, taxa de assimilação líquida e taxa de crescimento relativo apresentaram comportamento linear. A razão de área foliar foi minimizada aos 11,45 dias para o BRx60 e maximizada aos 19,83 dias para o BRx80, não revelando significância para CMx60 (0,0407 ± 0,01) e CMx80 (0,0248 ± 0,09). Para a composição morfológica do dossel, observou-se maior percentual de lâminas foliares na camada superior a 31 cm na combinação CMx60. Houve aumento no percentual de colmo e material morto, e na ocorrência de plantas invasoras a partir de 31 cm de altura, para as combinações BRx80 e CMx80. A combinação BRx60 apresentou maior eficiência fotossintética e a combinação CMx60 maior eficiência de crescimento. O manejo com 60 cm de altura pré-pastejo proporcionou maior percentual de lâminas foliares verdes ao longo do perfil do dossel.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39386
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_tdmaranao.pdf2,52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.