Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39343
Title in Portuguese: Acompanhamento da propagação artificial da Pirapitinga, Piaractus brachypomus (Cuvier, 1818) e desova natural da Carpa comum, Cyprinus carpio, Lineu,1758
Author: Oliveira, Raimundo Nonato Gomes de
Advisor(s): Oliveira, Elenise Gonçalves de
Keywords: Pirapitinga (Peixe) - Criação
Carpa (Peixe) - Criação
Engenharia de Pesca
Issue Date: 2007
Citation: OLIVEIRA, Raimundo Nonato Gomes de. Acompanhamento da propagação artificial da Pirapitinga, Piaractus brachypomus (Cuvier, 1818) e desova natural da Carpa comum, Cyprinus carpio, Lineu,1758. 2007. 34 f. Monografia (Graduação em engenharia de Pesca) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.
Abstract in Portuguese: O relatório foi elaborado com base nas atividades desenvolvidas durante a realização do Estágio Supervisionado, conduzido no período de agosto a dezembro de 2006, no Centro de Pesquisa em Aquicultura Rodolpho von lhering, do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). Durante a condução do estágio foram acompanhadas as atividades relativas propagação artificial da pirapitinga, Piaractus brachypomus, e desova natural da carpa comum, Cyprinus carpio. Para ambas as espécies a reprodução consiste de uma série de etapas que incluem: preparação dos peixes, sendo necessário a estocagem em viveiros, separadamente por espécie e sexo; seleção dos indivíduos aptos à reprodução e realização das técnicas de reprodução e preparo dos viveiros para larvicultura ou reprodução e larvicultura. A pirapitinga é submetida ao processo de maturação final, ovulação e extrusão, após indução com extrato bruto de hipófise. Já a carpa é submetida a reprodução natural em viveiro contendo macrófitas aquáticas flutuantes para deposição dos ovos. De acordo com o observado, podese verificar que os níveis de sobrevivência das pós-larvas e juvenis dos peixes sofrem forte influência da ação de predadores como aves (garças e socós) e larvas de insetos (odonatas). Também foi verificado que embora as técnicas de obtenção de desova e juvenis estejam controladas, ainda há que melhorar o manejo para obter maiores índices produtivos_ Para finalizar, é possível dizer que o estágio é uma etapa importante na formação do Engenheiro de Pesca, tendo possibilitado a ampliação dos conhecimentos teórico e prático sobre as técnicas de reprodução, além de oferecer uma oportunidade impar de convivência com as pessoas que participam da cadeia produtiva, desde o pessoal de campo, até o corpo técnico e administrativo.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39343
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA DE PESCA - Trabalhos Acadêmicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_tcc_rngoliveira.pdf35,69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.