Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39312
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorArraes, Ronaldo de Albuquerque e-
dc.contributor.authorShirasu, Maitê Rimekka-
dc.date.accessioned2019-01-30T18:30:04Z-
dc.date.available2019-01-30T18:30:04Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationSHIRASU, Maitê Rimekka. Determinantes da Escolha e do Retorno Ocupacional dos Jovens Brasileiros.2018. 111f. Tese (Doutorado) - FEAAC - Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade - CAEN - Programa de Pós-Graduação em economia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39312-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectJovens Nem-Nem;pt_BR
dc.subjectAvaliação de Políticapt_BR
dc.subjectEscolha e Retorno Ocupacionalpt_BR
dc.subjectTransição Escola-Trabalhopt_BR
dc.subjectCustos Econômicospt_BR
dc.titleDeterminantes da Escolha e do Retorno Ocupacional dos Jovens Brasileirospt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.description.abstract-ptbrA presente tese é composta de três capítulos tendo como cerne os determinantes e implicações das escolhas ocupacionais dos jovens brasileiros, abordadas em perspectivas individual e social. O primeiro capítulo objetiva analisar os fatores que influenciam as decisões dos jovens urbanos entre estudar e/ou trabalhar ou nem estudar nem trabalhar (nem-nem) utilizando dados da PNAD de 2015. A abordagem metodológica diferencia-se na literatura brasileira por considerar a interdependência nas decisões dos jovens, provendo mais adequação e robustez aos resultados. Testa-se ainda a diferenciação na escolha entre essas atividades por gênero com base na decomposição de Oaxaca. Os resultados revelam elevada heterogeneidade da população nem-nem por gênero e idade, o que dificulta se estabelecer generalizações. Destaca-se, todavia, que morar com companheiro(a) ou com um jovem nem-nem e familiares com baixo status socioeconômico são fatores relevantes para explicar padrões de vulnerabilidade dos jovens. Para as jovens, morar com companheiro e a maternidade são fatores incisivos para identificar sua condição nem-nem, especialmente aquelas na faixa etária 15–19 anos. Tendo em vista o elevado contingente de jovens nem-nem brasileiros, e suas implicações danosas para a sociedade e para a economia, o segundo capítulo foca nos principais custos econômicos associados à ociosidade desses jovens por meio do método Propensity Score Matching. Os resultados revelam que os jovens nem-nem representaram um custo de 0,6% do PIB em 2015. Considerando esse significante custo anual e a trajetória crescente desse contingente juvenil nos últimos anos, há que se clamar pela implementação de políticas que contenham esse crescimento, a fim de se evitar severos prejuízos de ordem econômica e social no longo prazo. O terceiro capítulo examina a relação entre a experiência de trabalho adquirida durante o ensino médio e os resultados no mercado de trabalho dos jovens cearenses, em uma perspectiva de curto prazo. A abordagem teórica tem mostrado, por um lado, que essa experiência pode ser uma “vantagem competitiva” para os jovens. Alternativamente, a literatura empírica internacional aponta a existência de efeito negativo indireto sobre os salários por meio da redução do aprendizado e do desempenho escolar do aluno. Nacionalmente, os estudos que tratam dessa questão são incipientes deixando uma lacuna a ser preenchida. Sendo assim, esta análise contribui para a literatura brasileira sobre o tema, ao examinar empiricamente, com microdados da RAIS de 2015 e do SPAECE de 2012, os efeitos de trabalhar e estudar sobre os rendimentos do mercado de trabalho. Os resultados empíricos sugerem que existe uma relação positiva entre o trabalho enquanto estudante e os rendimentos futuros no mercado formal, e que essa parece ser crescente até a faixa de 6 a 8 horas diárias, acima das quais os retornos diminuem sensivelmente. Pode-se concluir que os eventuais efeitos negativos sobre o desempenho escolar são compensados pelo acréscimo de experiência laboral quando se observa o diferencial de salários. Isso mostra a relevância dessa escolha para facilitar a transição escola-trabalho ao fornecer habilidades valorizadas pelo mercado de trabalho que poderiam contribuir para a redução do elevado contingente de jovens nem-nem após a conclusão do nível médio.pt_BR
Appears in Collections:CAEN - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_mrshirassu.pdf.pdf1,33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.