Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38703
Title in Portuguese: Abrindo brechas na Igreja: Disputas e consensos em torno da leitura feminista da bíblia
Author: Cruz, Jonas Santos
Advisor(s): Paulino, Antonio George Lopes
Keywords: Teologia
Libertação
Gênero
Issue Date: 2017
Citation: CRUZ, Jonas Santos. Abrindo brechas na Igreja: disputas e consensos em torno da leitura feminista da bíblia. 2017. 103f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Humanidades, Programa de Pós-graduação em Sociologia, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: O objetivo desta pesquisa é investigar a articulação entre feminismo e religião no contexto do grupo de teologia feminista Agar. Utilizou-se uma metodologia qualitativa ancorada na observação de reuniões e eventos empreendidos pelo grupo, assim como na realização de entrevistas com mulheres que compõem o grupo. O conceito de secularização é utilizado para compreender as mudanças provocadas no campo das religiões, que levaram ao surgimento de um pluralismo religioso. Foi através da secularização que surgiram mudanças na Igreja Católica aproximando a busca dos fiéis por justiça social e o discurso oficial da instituição. Criou-se, assim, um terreno fértil para o surgimento de movimentos religiosos engajados politicamente, como o cristianismo da libertação, que possibilitou o surgimento da teologia feminista no Brasil. As mulheres que compõem o Agar atuaram no cristianismo da libertação, mas perceberam inúmeros aspectos que levaram ao seu enfraquecimento, como a desvalorização das pautas ligadas aos movimentos de mulheres. O Centro de Estudos Bíblicos (CEBI) se destaca por ser uma organização que está inserida no cristianismo da libertação, mas que passou a aderir a uma leitura feminista da Bíblia, o que foi um elemento fundamental para que o Agar pudesse surgir e se desenvolver. Ao aderir às reflexões realizadas por outras teólogas feministas brasileiras, o Agar utiliza o termo desconstrução, originário das discussões sobre gênero e que, no contexto da teologia feminista, é utilizado para questionar epistemologicamente o saber teológico, assim como a Bíblia e suas interpretações. Esses questionamentos produzidos pelas mulheres do Agar têm criado tensões entre o grupo e o CEBI, envolvendo disputas por classificações acerca do conhecimento bíblico e teológico, e a criação de um espaço específico para mulheres feministas.
Abstract: The aim of this research is to investigate the articulation between feminism and religion in the context of the feminist group Agar theology. It was used a qualitative methodology anchored in the observation of meetings and events carried out by the group, as well as in interviews with women who make up the group. The concept of secularization is used to understand the changes brought about in the field of religions, which led to the emergence of a religious pluralism. It was through secularization that changes arose in the Catholic Church, bringing the faithful's search for social justice and the institution's official discourse closer. This created a fertile ground for the emergence of politically engaged religious movements, such as the Christianity of li beration, which enabled the emergence of feminist theology in Brazil. The women who make up the Hagar worked in the Christianity of liberation, but they perceived innumerable aspects that led to its weakening, as the devaluation of the guidelines linked to the movements of women. The Center for Biblical Studies (CEBI) stands out as an organization that is embedded in liberation Christianity but has embraced a feminist reading of the Bible, which was a key element for Hagar to emerge and develop. In adhering to the reflections made by other Brazilian feminist theologians, Hagar uses the term deconstruction, originated from the discussions about gender and, in the context of feminist theology, is used to question epistemologically theological knowledge, as well as the Bible and its interpretations. These questions produced by the Hagar women have created tensions between the group and the CEBI, involving disputes over classifications about biblical and theological knowledge, and the creation of a specific space for feminist women.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38703
Appears in Collections:PPGS - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_dis_jscruz.pdf708,67 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.