Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38625
Título: Inovação e responsabilidade social e o desempenho das firmas brasileiras e europeias
Autor(es): Santos, Andressa Ruth Sousa
Orientador(es): Vasconcelos, Alessandra Carvalho de
Palavras-chave: Estratégia empresarial
Responsabilidade Social
Inovação
Vantagem competitiva
Data do documento: 2018
Citação: SANTOS, Andressa Ruth Sousa. Inovação e responsabilidade social e o desempenho das firmas brasileiras e europeias. 2018. 96 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza, 2018.
Resumo: O processo de adaptação estratégica das firmas, visando à adequação a demandas contextuais de competitividade, atrai a atenção para a literatura sobre gestão, especificamente no que tange à conversão da estratégia em vantagem competitiva e melhoria de performance. Diante desse cenário, as empresas devem adotar estratégias competitivas, com a finalidade de alcançar o sucesso desejado. Dentre essas estratégias, destacam-se a inovação e a responsabilidade social corporativa. O arcabouço teórico da Visão Baseada em Recursos (RBV) põe a competência e a idiossincrasia organizacional como variáveis de distinção entre as empresas. Assim, é razoável supor que a gestão dos recursos e a estratégia a ela atrelada podem alavancar o retorno da empresa, devido à diferenciação. Com base na RBV, a inovação e a incorporação das responsabilidades ambientais e sociais facilitam a consecução de distinção das empresas no mercado e podem ser referidas como potenciais fatores estratégicos, contribuindo para o incremento de vantagens competitivas. Buscando verificar semelhanças e divergências entre atividades inovativas e socioambientais realizadas no Brasil e em países desenvolvidos, formula-se, então, o seguinte questionamento: Qual a relação entre as estratégias de inovação e de responsabilidade social corporativa e o desempenho das empresas no Brasil e Europa? Nesse contexto, o estudo tem como objetivo geral analisar a relação entre as estratégias de inovação e de responsabilidade social corporativa e o desempenho das empresas no Brasil e Europa. Trata-se de pesquisa descritiva, de natureza quantitativa, reunindo uma amostra de 160 empresas industriais brasileiras e europeias, listadas na B3 e na Nyse Euronext, respectivamente, que divulgam as informações necessárias para a análise de dados. Os dados foram extraídos de fontes secundárias, como demonstrações financeiras, além de bases de dados socioeconômico-financeiros, como a Thomson Reuters® e CSRhub®, totalizando 686 observações. Para o alcance dos objetivos propostos, foram aplicadas técnicas multivariadas de dados, como Teste de Diferenças entre Médias, Regressão Logística e Regressão Linear Múltipla com dados em painel, abrangendo a análise do período de 2013 a 2017. Os resultados indicam que há diferenças significativas nas estratégias de inovação e RSC entre as empresas brasileiras e europeias. Quanto à relação dessas estratégias com o desempenho empresarial, apenas a inovação quando mensurada por meio do indicador Environment Innovation apresentou influência no desempenho de mercado tanto das empresas brasileiras como europeias. Quando analisado o efeito das demais estratégias de inovação e RSC, não foi possível identificar a existência de qualquer relação com o desempenho, na análise conjunta das firmas brasileiras e europeias. Nas análises individuais, os resultados foram distintos, onde os gastos com P&D apresentaram influência positiva no desempenho de mercado das empresas europeias, e as práticas de reponsabilidade social apresentaram influência positiva no desempenho de atividade operacional nas empresas brasileiras e no desempenho de eficiência operacional nas empresas europeias. Conclui-se que, de forma geral, dada as especificações do contexto econômico, os investimentos em inovação e RSC podem ser importantes fontes de vantagem competitiva. Entretanto, é necessário ressaltar que os resultados dessa pesquisa apresentam achados inconclusivos acerca da relação entre os constructos, corroborando alguns estudos nacionais e internacionais que apontam ausência dos efeitos da inovação e da RSC no desempenho empresarial, contrariando os pressupostos da RBV
Abstract: The process of strategic adaptation of firms, aiming to adapt the demands of contextualization of competitiveness, attract attention to management literature, is better than the transition strategy in competitiveness and performance improvement. Given this scenario, companies must adopt competitive strategies, with a goal of success or success desired. Among these strategies, innovation and corporate social responsibility stand out. The theoretical framework of Resource Based View (RBV) is a practice and an organizational idiosyncrasy as a distinction between the companies. Thus, it is useful to have resource management and a strategy that can leverage the company's return due to differentiation. Based on the RBV, an innovation and incorporation of environmental and social laws can be carried out in a discretionary manner, with incentive to the growth of competitive benefits. In order to verify similarities and divergences between innovative and socioenvironmental activities carried out in Brazil and in developed countries, the following question is formulated: What is the relationship between innovation strategies and corporate social responsibility in the performance of companies in Brazil and Europe? In this context, the study aims to analyze the relationship between innovation strategies and corporate social responsibility in the performance of companies in Brazil and Europe. This is a descriptive research of a quantitative nature, bringing together a sample of 160 Brazilian industrial companies listed in B3 and the European industrial companies listed on the NYSE Euronext, which disseminate the necessary information for data analysis. Data were extracted from secondary sources, such as financial statements, as well as socioeconomic-financial databases, such as Thomson Reuters® and CSRhub®, totaling 686 observations. In order to reach the proposed objectives, multivariate data techniques were applied, such as Test of Differences Between Means, Logistic Regression and Multiple Linear Regression with panel data, covering the analysis of the period from 2013 to 2017. The results of the research indicate that there are significant differences in the strategies of innovation and CSR between Brazilian and European companies. As for the relationship of these strategies to business performance, only innovation when measured through the Environment Innovation indicator had an influence on the market performance of both Brazilian and European companies. When analyzing the effect of the other strategies of innovation and CSR, it was not possible to identify the existence of any relationship with performance in the joint analysis of Brazilian and European firms, suggesting that the effects of these two strategies would take a longer time to be identified. In the individual analyzes, the results were different, where R & D spending had a positive influence on the market performance of European companies, and social responsibility practices had a positive influence on the performance of operational activity in Brazilian companies and the performance of operational efficiency in companies European countries. It is concluded that in general, given its economic context, investments in innovation and CSR can be important sources of competitive advantage. However, it is necessary to point out that the results of this research present inconclusive findings about the relationship between the constructs, corroborating some national and international studies that point out the absence of the effects of innovation and CSR on corporate performance, contrary to RBV assumptions
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38625
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_dis_arssantos.pdf1,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.