Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38623
Title in Portuguese: A utilização do ácido fítico como agente condicionante de dentina
Author: Alcantara Filho, Emanoel de Jesus
Advisor(s): Mendonça, Juliano Sartori
Keywords: Ácido Fítico
Dentina
Adesivos
Issue Date: 6-Dec-2018
Citation: ALCANTARA FILHO, E. J. A utilização do ácido fítico como agente condicionante de dentina. 2018. 29 f. TCC (Graduação em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, 2018.
Abstract in Portuguese: O ácido fítico (AF) é um ácido orgânico encontrado em cereais e sementes de plantas, muito utilizado como agente antioxidante e despigmentante. O objetivo foi avaliar o uso do AF em diferentes concentrações como agente condicionante de dentina no procedimento adesivo. As variáveis independentes do estudo foram, ácido fosfórico 37% (AF37), AF 1% (F1), AF 2% (F2), AF 3% (F3) como agentes condicionante de dentina, previamente a aplicação de um adesivo convencional de dois passos. Superfícies planas de dentina foram tratadas com os agentes condicionantes – AF37 por 15 s e AFs por 60 s -, e após aplicação ativa do sistema adesivo e sua fotoativação, confeccionou-se um platô de resina composta pela técnica incremental. Em seguida, foram obtidos espécimes em forma de palitos, com 1mm² de secção transversal. Para a análise de resistência de união foram realizados ensaios de microtração [n=5] (μTBS), por meio de uma máquina de ensaios mecânicos universais, e nanoinfiltração [n=3], por meio de um microscópio eletrônico de varredura, sendo que as análises foram quantitativas e qualitativas, respectivamente. Para a análise estatística da μTBS os dados foram submetidos ao teste de normalidade Shapiro-Wilk seguido de análise de variância (ANOVA) e pós teste de Tukey (p<0,05). Pode-se observar diferença estatisticamente significante entre os grupos com AF em diferentes concentrações e o AF37, sendo F2 e F3 não apresentaram diferenças significativas entre si (p>0,05). Em relação à nanoinfiltração, pode-se observar pouca presença de prata na interface de união tratada com AF. Conclui-se que o AF pode ser um potencial agente condicionante em substituição ao AF37. No entanto mais experimentos são necessários para avaliar o efeito do AF na resistência de união a longo prazo, propriedades mecânicas da dentina condicionada e seu efeito sobre as células pulpares.
Abstract: Phytic acid (AF) is an organic acid found in cereals and plant seeds, widely used as an antioxidant and depigmenting agent. The objective was to evaluate the use of PA in different concentrations as a dentin conditioning agent in the adhesive procedure. The independent variables of the study were: phosphoric acid 37% (AF37), AF 1% (F1), AF 2% (F2), AF 3% (F3) as dentin conditioning agents, prior to the application of a conventional adhesive of two steps. Dentin flat surfaces were treated with conditioning agents - AF37 for 15 s and AFs for 60 s -, and after an active application of the adhesive system and its photoactivation, a resin plateau composed by the incremental technique was made. Then, specimens were obtained in the form of sticks, with 1mm² cross section. Microtensile tests [n = 5] (μTBS) were carried out by means of a universal mechanical testing machine and nanofiltration [n = 3] using a scanning electron microscope. the analyzes were quantitative and qualitative, respectively. For the statistical analysis of μTBS the data were submitted to the Shapiro-Wilk normality test followed by analysis of variance (ANOVA) and Tukey's post-test (p <0.05). A statistically significant difference was observed between the groups with AF at different concentrations and the AF37, with F2 and F3 showing no significant differences between them (p> 0.05). In relation to nanoinfiltration, it is possible to observe little presence of silver in the union interface treated with AF. It is concluded that FA may be a potential conditioning agent in place of AF37. However more experiments are needed to evaluate the effect of FA on the bond strength in the long term, mechanical properties of the conditioned dentin and its effect on the pulp cells.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38623
Appears in Collections:ODONTOLOGIA - Monografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_ejalcantarafilho.pdf484,43 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.