Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38213
Title in Portuguese: Desempenho do camarão branco do pacífico, Litopenaeus vannamei, infectado com o vírus da mionecrose infecciosa (IMNV) e alimentado com rações contendo uma combinação de f3-1,3/1,6-glucano e ácido l-ascórbico monofosfatado.
Author: Castro, Leandro Fonseca
Advisor(s): Nunes, Alberto Jorge Pinto
Keywords: Camarão (Crustáceo) - Criação
Camarão (Crustáceo) - Mionecrose Infecciosa
Engenharia de Pesca
Issue Date: 2007
Citation: CASTRO, Leandro Fonseca. Desempenho do camarão branco do pacífico, Litopenaeus vannamei, infectado com o vírus da mionecrose infecciosa (IMNV) e alimentado com rações contendo uma combinação de f3-1,3/1,6-glucano e ácido l-ascórbico monofosfatado. 2007. 30 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Pesca)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.
Abstract in Portuguese: O Nordeste brasileiro possui inúmeras fazendas de cultivo de camarões onde, nos últimos anos, tiveram diversas perdas econômicas devido ao desenvolvimento de uma doença. Doença esta conhecida como Vírus da Mionecrose Infecciosa (IMNV). Possuindo um sistema imunológico inato, ou seja, sem memória adaptativa, os camarões apresentam uma resposta de defesa menos complexa perante as enfermidades. Como o uso de vacinas são ineficazes no sistema imunológico dos crustáceos, os imunoestimulantes podem ser uma saída para obtenção de uma defesa mais ativa a organismos patogênicos que por ventura possam invadir o organismo dos camarões, servindo de alerta ao sistema imunológico desses animais. O presente estudo teve como objetivo verificar a eficácia do uso de 13-1,3-glucano e dosagens elevadas de ácido L-ascórbico sobre o desempenho do camarão L. vannamei infectado com o Vírus da Mionecrose Infecciosa (IMNV), além de quantificar o seu efeito em combinação com o ácido ascórbico no desempenho zootécnico dos camarões ao vírus. Foram utilizados 25 tanques de 500L cada, com filtragem mecânica e aeração constante. Cada tanque foi povoado com uma densidade de 96 animais/m2, ou seja, 55 camarões por tanque, com peso de 1,20 ± 0,63 g (média ± desvio padrão; n = 50) de animais que apresentavam sinais característicos da doença na fazenda, e cultivados por 36 dias. Utilizamos três tratamentos e dois controles. Um dos controles foi a ração comercial Camaronina hp 35 (Ref), e todas as outras rações foram fabricadas em laboratório. A ração CT-01 foi o outro controle tendo quantidades normais de vitamina C e sem a presença de f3-1,3-glucano. As outras rações foram os tratamentos denominados da seguinte forma: T-01 (1000mg/Kg de vitamina C e sem f3-1,3-glucano); T- 02 (1000mg/Kg de vitamina C e 600mg/Kg (3-1,3-glucano) e T-03 (sem vitamina C e 600mg/Kg de 13-1,3-glucano). O tratamento que obteve a maior sobrevivência (T-02), também obteve a maior contagem total de hemócitos (THC), que foi utilizado como parâmetro imunológico. Demostrando nesse estudo que a utilização isolada do f3-1,3/1,6-glucano ou da grande quantidade de ácido L-ascórbico, não obteve resultados tão satisfatórios quando utilizado os dois combinados.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38213
Appears in Collections:ENGENHARIA DE PESCA - Trabalhos Acadêmicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_tcc_lfcastro.pdf30,41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.