Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38154
Title in Portuguese: Avaliação da prevalência de sarcopenia em idosos com hipertensão arterial assistidos na atenção primária à saúde
Author: Sales, Joana Maria Rocha
Advisor(s): Marques, Marilia Braga
Keywords: Sarcopenia
Hipertensão
Saúde do Idoso
Issue Date: 2018
Citation: SALES, J. M. R. Avaliação da prevalência de sarcopenia em idosos com hipertensão arterial assistidos na atenção primária à saúde. 2018. 69 f. Monografia (Graduação em Enfermagem) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Em decorrência da redução da taxa de fecundidade e das melhorias do setor de saúde, assistese atualmente uma nítida transição demográfica caracterizada pelo aumento do número de idosos na população. Tal fenômeno eleva, consequentemente, a prevalência de doenças crônicas e síndromes geriátricas comuns ao processo de senilidade, destacando-se, a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e a sarcopenia. Essas condições se inter-relacionam, favorecendo a ocorrência de desfechos desfavoráveis na saúde do idoso. Dessa forma, o presente estudo objetiva verificar a prevalência de sarcopenia em idosos com HAS assistidos em Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS). Trata-se de uma pesquisa quantitativa, descritiva e de corte transversal desenvolvida em três UAPS localizadas na cidade de Fortaleza, Ceará, no período de abril a agosto de 2018. A amostra foi composta por 135 idosos e os seguintes critérios de inclusão foram considerados: indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos com diagnóstico de HAS e cadastrados nas UAPS. Como critério de exclusão, adotou-se o comprometimento cognitivo constatado por uma baixa pontuação no Mini-Exame do Estado Mental (MEEM). A coleta de dados procedeu-se em três etapas: questionamento dos dados socioeconômicos e clínicos, avaliação dos parâmetros antropométricos e avaliação de sarcopenia. Os dados foram agrupados e analisados estatisticamente através Statistical Package for the Social Sciences- SPSS versão 22.0. A análise foi fundamentada na literatura pertinente sobre a temática em questão, utilizando-se as frequências simples, relativas, médias e desvio-padrão para análise estatística descritiva, utilizou-se o teste T-independente para a comparação de médias entre as variáveis independentes e as variáveis desfecho juntamente com o teste qui-quadrado independente. Observou-se, quanto aos parâmetros definidores de sarcopenia, que 60% das mulheres e 73,3% dos homens apresentaram baixa Força de Preensão Manual (FPM), em relação à avaliação da quantidade muscular, 78,1% das mulheres e 96,7% dos homens demonstraram Índice de Massa Muscular Esquelética (IMME) superior ao ponto de corte estabelecido, e, no que concerne à análise do desempenho físico, 50,4% dos idosos apresentaram velocidade de marcha satisfatória. Assim, de acordo com a classificação operacional para a síndrome, 25,9% dos idosos apresentaram um quadro de provável sarcopenia, 28,9% de sarcopenia e 8,9% de sarcopenia severa. Constatou-se também que há associação entre provável sarcopenia e velocidade de marcha (p = 0,001), FPM (p = 0,015) e prática de atividade física (p = 0,046), entre sarcopenia e Diabetes Mellitus (p = 0,006), velocidade de marcha (p = 0,000) e FPM (p = 0,000) e, por fim, entre sarcopenia severa e as seguintes variáveis: IMME (p = 0,000), quedas (p = 0,008), velocidade de marcha (p = 0,002) e FPM (p = 0,034). Conclui-se que a avaliação dos idosos hipertensos quanto a esses parâmetros é primordial para o direcionamento de ações que visem à prevenção de agravos à saúde, considerando o contexto de atenção integral à pessoa idosa.
Abstract: As a result of the reduction of the fertility rate and improvements in the health sector, there is now a clear demographic transition characterized by an increase in the number of elderly people in the population. This phenomenon increases the prevalence of chronic diseases and geriatric syndromes common to the senility process, especially Systemic Arterial Hypertension (SAH) and sarcopenia. These conditions interrelate, favoring the occurrence of unfavorable outcomes in the health of the elderly . Thus, the present study aims to verify the prevalence of sarcopenia in elderly people with SAH assisted in the Primary Health Care Units (UAPS). It is a quantitative, descriptive and cross-sectional study developed in three UAPS located in the city of Fortaleza, Ceará, from April to August 2018. The sample was composed of 135 elderly individuals and the following inclusion criteria were considered: individuals aged 60 years or older with a diagnosis of SAH and enrolled in the UAPS. As an exclusion criterion, the cognitive impairment observed by a low score in the Mental State Mini-Exam (MMSE) was adopted. Data were collected in three stages: questioning of socioeconomic and clinical data, evaluation of anthropometric parameters and evaluation of sarcopenia. The data were pooled and analyzed statistically through Statistical Package for Social Sciences - SPSS version 22.0. The analysis was based on the pertinent literature on the subject matter, using the simple, relative, mean and standard deviation frequencies for descriptive statistical analysis, the independent T-test was used to compare the means between the independent variables and the outcome variables and the independent chi-square test. Regarding the parameters defining sarcopenia, 60% of the women and 73.3% of the men presented a low handgrip strength, in relation to the evaluation of muscle mass, 78.1% of the women and 96, 7% of the men demonstrated a Skeletal Muscle Mass Index (SMI) higher than the established cutoff point, and, regarding the physical performance analysis, 50.4% of the elderly had a satisfactory walking speed. Thus, according to the operational classification for the syndrome, 25.9% of the elderly presented a picture of probable sarcopenia, 28.9% of sarcopenia and 8.9% of severe sarcopenia. It was also found that there is an association between probable sarcopenia and walking speed (p = 0.001), handgrip strength (p = 0.015) and physical activity practice (p = 0.046) between sarcopenia and Diabetes Mellitus (p = 0.006), walking speed (p = 0.000) and handgrip strength (p = 0.000) and finally between severe sarcopenia and the following variables: SMI (p = 0.000), falls (p = 0.008), walking speed (p = 0.002) and handgrip strength (p = 0.034). It is concluded that the evaluation of the hypertensive elderly with respect to these parameters is essential for directing actions that aim at the prevention of health problems, considering the context of integral attention to the elderly person.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38154
Appears in Collections:ENFERMAGEM - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_jmrsales.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.