Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38121
Title in Portuguese: Análise de comportamentos destrutivos vivenciados e percebidos por trabalhadores no contexto hospitalar
Author: Zimmer, Nathalia Lucho
Advisor(s): Oliveira, Roberta Meneses
Keywords: Enfermagem
Comportamento Autodestrutivo
Atitude do Pessoal de Saúde
Ambiente de Trabalho
Relações Interpessoais
Issue Date: 2018
Citation: ZIMMER, N. L. Análise de comportamentos destrutivos vivenciados e percebidos por trabalhadores no contexto hospitalar. 2018. 50 f. Monografia (Graduação em Enfermagem) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: O conceito comportamento destrutivo no cuidado em saúde envolve condutas antiprofissionais adotadas no ambiente de trabalho, como agressão verbal ou física, violência psicológica e incivilidade. Estas ações repercutem na diminuição da satisfação profissional e levam a consequências negativas para a segurança do paciente. Objetivou-se analisar comportamentos destrutivos vivenciados e/ou percebidos por trabalhadores de saúde no contexto hospitalar, bem como respostas e impactos associados. Trata-se de pesquisa transversal realizada no maior hospital da rede pública estadual de saúde do Ceará, no período de abril a novembro de 2018. A amostra consistiu em 284 trabalhadores de saúde, incluindo médicos, residentes, enfermeiros, técnicos de enfermagem e profissionais de outras categorias. A coleta de dados foi realizada por meio de dois instrumentos: questionário Johns Hopkins Disruptive Clinician Behavior Survey (JHDCBS) – Versão Brasileira e um questionário sociodemográfico complementar. Os dados foram processados no programa Excel e apresentados em tabelas. Este estudo faz parte de um projeto de maior abrangência intitulado: “Instrumento de avaliação de comportamentos destrutivos: adaptação transcultural e validação para o contexto hospitalar brasileiro”, o qual obteve aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da instituição (CAAE:54414916.0.0000.5040). Como resultados, a maioria dos participantes era do sexo feminino, da categoria de enfermagem, trabalhando em regime integral, sem vínculo empregatício com o hospital. Referente às respostas da escala, encontrou-se a maioria das respostas, indicando que comportamentos antiprofissionais não são comumente percebidos ou vivenciados pelos participantes, destacando-se, no entanto, as seguintes condutas características: Grosseria/Desrespeito (2,57±1,18) e Comportamento Passivo-Agressivo (2,51±1,22). Quanto aos fatores desencadeantes (média geral=2,90), sobressaíram-se: problemas sistêmicos crônicos não resolvidos (3,63±1,27) e pressão por conta do número, volume e fluxo de pacientes (3,32±1,28). Como respostas ao comportamento antiprofissional, sobressaíram-se: buscar apoio do gerente/supervisor para abordar a pessoa antiprofissional (3,04±0,95) e tentar esclarecer a razão de um comportamento antiprofissional (2,66±1,00). A subescala referente aos motivos para não abordar a pessoa com comportamento antiprofissional obteve média 2,33±0,98. Pode-se destacar dois itens relacionados ao impacto do comportamento antiprofissional: desgaste emocional (3,20±0,87) e diminuição da satisfação no trabalho (3,05±0,96). Conclui-se que a ocorrência de comportamentos antiprofissionais é ocasional na instituição, mas exige-se atenção dos gestores para abordagem desse problema na prática, considerando suas repercussões para os envolvidos.
Abstract: The concept of disruptive behavior in health care involves unprofessional behaviors adopted in the work environment, such as verbal or physical aggression, psychological violence and incivility. These actions have repercussions on the decrease of professional satisfaction and lead to negative consequences for patient safety. The objective was to analyze disruptive behaviors experienced and/or perceived by health workers in the hospital context, as well as associated responses and impacts. This was a cross-sectional study carried out in the largest hospital in the state public health network of Ceará, from April to November, 2018. The sample consisted of 284 health workers, including physicians, residents, nurses, nursing technicians and other professionals. Data collection involved two instruments: the Johns Hopkins Disruptive Clinician Behavior Survey (JHDCBS) - Brazilian Version and a complementary sociodemographic questionnaire. The data was processed in the Excel program and presented in tables. As a result, the majority of the participants were female, of the nursing category, working full time, with no employment relationship with the hospital. Regarding answers of the scale, most of the averages below 3 were found, indicating that unprofessional behaviors are not commonly perceived or experienced by the participants, although the following behaviors were characterized: Rude / Disrespect (2, 57 ± 1.18) and Passive-Aggressive Behavior (2.51 ± 1.22). About trigger factors (general mean = 2.90), the following were highlighted: chronic systemic problems, unresolved (3.63 ± 1.27) and pressure due to the number, volume and flow of patients (3.32 ± 1 , 28). As answers to the unprofessional behavior, the following stand out: to seek support from the manager / supervisor to address the unprofessional person (3.04 ± 0.95) and to try to clarify the reason for an unprofessional behavior (2.66 ± 1.00). The subscale referring to the reasons for not addressing the person with antiprofessional behavior obtained a mean of 2.33 ± 0.98. Two items related to the impact of the anti-professional behavior can be highlighted: emotional exhaustion (3.20 ± 0.87) and decrease in job satisfaction (3.05 ± 0.96). It is concluded that the occurrence of unprofessional behavior is occasional in the institution, but the managers' attention is required to approach this problem in practice, considering its repercussions for those involved.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38121
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENFERMAGEM - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_nlzimmer.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.