Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37927
Título: Caracterização da pesca artesanal no distrito de Bitupitá, municipio de Barroquinha
Autor(es): Fernandes, Gledson de Freitas
Orientador(es): Furtado Neto, Manuel Antonio de Andrade Furtado Neto
Palavras-chave: Pesca artesanal - Aspectos econômicos
Pesca artesanal - Aspectos sociais
Produção pesqueira - Diagnóstico
Engenharia de Pesca
Data do documento: 2008
Citação: FERNANDES, Gledson de Freitas. Caracterização da pesca artesanal no distrito de Bitupitá, municipio de Barroquinha. 2008. 38 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Pesca)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.
Resumo: A atividade pesqueira artesanal tem historicamente uma grande importância social e econômica para as comunidades costeiras do Estado do Ceará, principalmente através da pesca artesanal que representa uma forma milenar de obtenção de alimentos. Entretanto, poucos são os diagnósticos da pesca artesanal nos municípios litorâneos do estado. O objetivo deste trabalho foi realizar um diagnóstico da pesca artesanal e identificar os fatores que influenciam a produção pesqueira artesanal do distrito de Bitupitá, município de Barroquinha, localizado no extremo oeste do litoral do Ceará (2°55'29"S e 41°15'48"W), com uma população residente de cerca de 6mil e 500 habitantes. O trabalho foi realizado, no período de maio a outubro de 2008, constando de: a) entrevistas com 38 pescadores; b)acompanhamento de desembarques da pesca de currais e de canoas; c) análises dos principais fatores que interferem no desenvolvimento sustentável da atividade pesqueira, tais como: as principais espécies capturadas, infra-estrutura da cadeia produtiva, tecnologia de captura e de produção . De acordo com as entrevistas e observação no local, a pesca na comunidade de Bitupitá pode ser dividida em três categorias: a) pesca de curral; b) pesca de rede e de linha; e c) pesca de armadilha de lagosta. As embarcações presentes em Bitupitá são basicamente de dois tipos: canoas e botes. A comercialização do produto produzido pela comunidade de pescadores de Bitupitá se dá pela ação de comerciantes, sejam eles donos de pesqueiras ou não. Todo o peixe capturado é comercializado fresco e/ou salgado, dependendo do destino final. A Associação de Pescadores e Marisqueiras de Bitupitá conta hoje com aproximadamente 964 associados sendo que desse total, cerca de 20%. são marisqueiras (cerca 200 mulheres). Pode-se concluir que a pesca artesanal ainda é uma atividade viável para a comunidade de Bitupitá e que a pesca de curral é responsavel pela maior parte das capturas da comunidade. Entretanto,observou-se que algumas medidas são necessárias para melhor a condição para que essa pesca artesanal possa se sustentar, como melhorar a infraestrutura de suporte a pesca, como fábrica de gelo e a pavimentação da estrada para a comunidade; realizar programas junto à Associação dos pescadores para se implementar um beneficiamento básico do pescado; e construção de uma câmara fria, que tenha capacidade de atender as necessidades da comunidade.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37927
Aparece nas coleções:ENGENHARIA DE PESCA - Trabalhos Acadêmicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_tcc_gffernandes.pdf33,25 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.