Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37557
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLopes, Fernando Bezerra-
dc.contributor.authorAguiar, Anderson da Silva-
dc.date.accessioned2018-11-21T21:21:19Z-
dc.date.available2018-11-21T21:21:19Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationAGUIAR, A. S. (2017)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37557-
dc.descriptionAGUIAR, Anderson da Silva. Implantação de tecnologias sociais voltadas para agricultura familiar como ação de convivência com o semiárido. 2017. 52 f. Monografia (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.pt_BR
dc.description.abstractHistorically the Brazilian semi-arid has left a room of the development model chosen by the governments and the climatic conditions have been identified as the main obstacle to development of that region. “The measures against the drought” was used for a long time as public policy and semi-arid social transformation. Nonetheless through pressure from civil society organization it was forgotten and the policy called “Convivência com o semiárido” (Living in the semi-arid) has gained a more relevant role in discussions related to semi-arid socioeconomic development. Therefore the Semi-arid Brazilian Articulation network has launched “Programa Um Milhão de Cisternas” (P1MC), (The One Million Water Cistern Project) and subsequently “Programa Uma Àgua e Duas Terras” (P1+2) (The One Water and Two Lands Project) with Social Development Department support as the main semi-arid public policy which is a guarantee for access to water in a democratic way using social technologies with a lower complexity, easy replication and cost-effective. The objective was to evaluate the changes generated in the daily life of the families of farmers after the implantation of the social technologies of abstraction and storage of water. Through questionnaires applied in 20 (twenty) families from Lagoinha – 1 – Itapipoca – CE. It has been noticed the changes in the families everyday chores in contrast to the period before the water cistern deployment (the first and second one water) for further processing is the key to both water and food security, life quality, income, job growth, rural exodus and returning to the field. Also It was noticed the government departments participation during the technology deployment. The results indicate that the socioeconomic transformations caused by the Water Cisterns are real and the analysed points on the questionnaire have undergone continuous improvement after those social technologies had been implanted. We conclude then that the first and second water cistern widespread for the P1MC and P1+2 projects respectively are effective to water access and improvement to the day-to-day lives of families living in the semi-arid regionpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectSemiáridopt_BR
dc.subjectCaptação de águapt_BR
dc.subjectCisternaspt_BR
dc.subjectAgricultura familiarpt_BR
dc.titleImplantação de tecnologias sociais voltadas para agricultura familiar como ação de convivência com o semiáridopt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.abstract-ptbrA região semiárida brasileira foi historicamente deixada às margens do modelo de desenvolvimento adotado pelos governos do País e as condições climáticas têm sido apontadas como um dos principais entraves do desenvolvimento da região. O “Combate à seca” foi por muito tempo usado como política pública de transformação social do semiárido, entretanto por pressão da sociedade civil organizada, esta foi sendo esquecida e a política de “Convivência com o semiárido” ganhou espaço nos debates a respeito do desenvolvimento socioeconômico do semiárido. Dessa forma, a rede Articulação Semiárido Brasileiro lançou o Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) e, posteriormente, o Programa Uma Água e Duas Terras (P1+2), com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social, como principal política pública de convivência com o semiárido, por garantir a democratização do acesso à água utilizando tecnologias sociais com baixo nível de complexidade, de fácil replicação e economicamente viável. O presente trabalho tem como objetivo avaliar as mudanças geradas no cotidiano das famílias de agricultores (as) após a implantação das tecnologias sociais de captação e armazenamento de água. Através de entrevista e aplicação de questionário com 20 (vinte) famílias da comunidade Lagoinha 1, Itapipoca – CE, observou-se as mudanças no cotidiano de agricultores e agricultoras familiares, comparando o período anterior a implantação das cisternas (de primeira e segunda água) com o posterior, no âmbito da produção, segurança hídrica e alimentar, qualidade de vida, renda, geração de trabalho, êxodo rural e retorno ao campo, e ainda, observou-se a participação de órgãos governamentais no processo de implantação dessas tecnologias. As transformações socioeconômicas causadas pelas cisternas são reais e os pontos avaliados pelo questionário passaram por melhorias após construção dessas tecnologias sociais. Portanto, as cisternas de primeira e segunda água difundidas pelos programas P1MC e P1+2, respectivamente, são eficazes na garantia do acesso à água e proporcionam melhorias concretas na vida dos (as) agricultores (as) da região semiárida.pt_BR
Appears in Collections:AGRONOMIA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_asaguiar.pdf709,16 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.