Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36697
Title in Portuguese: Determinação do fator de erodibilidade do solo (k) para uma bacia experimental no semiárido brasileiro, utilizando geoprocessamento
Author: Pereira, Erich Celestino Braga
Advisor(s): Lopes, Fernando Bezerra
Keywords: USLE
Bacias Hidrográficas
Geoestatística
Issue Date: 2016
Citation: PEREIRA, E. C. B. (2016)
Abstract in Portuguese: O fator de erodibilidade do solo (K) é definido como a capacidade do solo em resistir à erosão, sendo considerado a variável mais importante da USLE por tratar dos parâmetros físicos do solo que regulam a erosão. O nomograma Wischmeier é o modelo mais utilizado mundialmente para determinar o valor de K. A utilização de geoprocessamento mostra-se como uma excelente alternativa para a modelagem do comportamento dos fatores referentes aos processos erosivos do solo. Portanto, objetivou-se determinar o fator de erodibilidade dos solos para a Bacia Experimental Vale do Curu, estado do Ceará, além de avaliar a adequabilidade do nomograma de Wishmeier para determinar o fator K para a área de estudo. Outro objetivo foi elaborar o mapa de erodibilidade do solo para a bacia hidrográfica estudada por meio da krigagem. Foram plotados 35 pontos em uma malha digital na área de estudo, de onde realizaramse coletas de amostras deformadas e indeformadas do solo. Foram necessárias análises laboratoriais de fatores físicos (granulometria e permeabilidade) e químicos (matéria orgânica) para a determinação do Fator de erodibilidade do solo. Em seguida, foi determinada a ocorrência de dependência espacial e a interpolação do fator K pelo método da krigagem. Foram testados os semivariogramas esférico, exponencial e gaussiano para a geração do mapa de erodibilidade do solo, sendo a escolha do melhor método por meio de validação cruzada. O valor médio do fator K para o Luvissolo foi de 0,0328 ton ha h ha-1 MJ-1.mm-1; para o Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico foi de 0,0258 ton ha h ha-1.MJ-1 mm-1; e 0,0424 ton ha h ha-1 MJ-1.mm-1 para o Neossolo Flúvico. A média ponderada dos valores de K para a área de estudo foi de 0,0312 ton ha h ha-1 MJ-1 mm-1. O valor de médio de M (relacionado às partículas primárias do solo) foi de 3817,40, 3328,81 e 4867,95, e o somatório de areia fina com silte foi de 43,96, 37,93 e 53,71, respectivamente para o Luvissolo, Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico e Neossolo Flúvico. A Bacia Experimental Vale do Curu classifica-se como altamente erodível. O nomograma de Wischmeier mostrou-se adequado para a determinação do fator K para os solos estudados. O modelo gaussiano foi o que melhor se adaptou para a geração do mapa de erodibilidade dos solos para a área estudada.
Abstract: The soil erodibility factor (K) is defined as the capacity of the soil resists to erosion, being considered the most important variable of the USLE (Universal Soil Loss Equation) by treat of the physical soil parameters that order the erosion. The Wischmeier nomograph is the mostly model used worldwide for K value determination. The use of geoprocessing tools is an excellent alternative for behavior modeling of the soil erosive processes’ factors. Thus the objective of the work was determine the soil erodibility factor for the Experimental Watershed Vale do Curu, State of Ceará, Brazil, and to evaluate the suitability of the Wischmeier nomograph to determine the K factor for the studied area. Another objective was to elaborate the map of the Watershed using kriging. 35 points were sampled on a digital mesh on the study’s area, where deformed and undeformed soil samples were collected. Laboratory analyzes of physical factors (granulometric and permeability) and chemical (organic matter) were necessary to determine the soil erodibility factor. Then the occurrence of spatial dependence was determined and made the K factor interpolation by kriging. The semivariograms spherical, exponential and gaussian were tried for the generation of the soil erodibility map, choosing the best model by cross validation. The K medium value for the Luvisol was 0.0328 ton ha h ha-1 MJ-1 mm-1, for the Red-Yellow Argisol eutrophic the K medium value was 0.0258 ton ha h ha-1 MJ-1 mm-1, and 0.0424 ton ha h ha-1 MJ-1 mm-1 for the Fluvisol. The weighted average of the K values for the study area was 0.0312 ton ha h ha-1 MJ-1 mm-1. The medium value of M (related to primary soil particles) was 3817.40, 3328.81 and 4867.95, and the sum of thin sand with silt was 43.96, 37.93 and 53.71, respectively for Luvisol, Red-Yellow Argisol euthrofic and Fluvisol. The Experimental Watershed Vale do Curu is classified as highly erodible. The Wischmeier is appropriate for determine the K soil factor for the studied soils. The Gaussian model was the mostly suitable for the generation of the erodibility soils map for the studied area.
Description: PEREIRA, Erich Celestino Braga. Determinação do fator de erodibilidade do solo (k) para uma bacia experimental no semiárido brasileiro, utilizando geoprocessamento. 2016. 53 f. Monografia (Graduação em Agronomia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36697
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:AGRONOMIA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_ecbpereira.pdf945,27 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.