Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36420
Title in Portuguese: Obínrín Odara: o ativismo político afro-religioso das mulheres de Umbanda e Candomblé do Ceará
Author: Santos, Beatriz Ricarte
Advisor(s): Silva, Joselina da
Keywords: Religiões de matriz africana
Educação
Mulheres de terreiro
Issue Date: 2018
Citation: SANTOS, Beatriz Ricarte. Obínrín Odara: o ativismo político afro-religioso das mulheres de Umbanda e Candomblé do Ceará - UFC. 2018. 99f. - Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2018.
Abstract in Portuguese: O presente estudo constitui uma discussão que intenta compreender como são elaborados os processos de construção identitária afrodescendente e ativista de mulheres de religião de matriz africana que atuam nos Movimentos Sociais a partir do Grupo de Trabalho (GT) Mulheres de Axé-Saravá, de núcleo localizado no Ceará, da Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde (RENAFRO). A escolha pelo aprofundamento da temática apresentada justifica-se por serem as religiões de matriz africana instrumentos de reflexão política a respeito da educação e das relações étnico-raciais no Brasil. Para alcançar o objetivo estabelecido neste trabalho, metodologicamente, optou-se pelo referencial afrodescendente de pesquisa, por ser este um procedimento que elege a população negra como produtora de conhecimento. Nesse contexto, foram entrevistadas/os o coordenador geral do núcleo da RENAFRO no Ceará, as coordenadoras dos GTs de Mulheres de terreiro do Rio de Janeiro e do Ceará, respectivamente, bem como três mulheres que integraram o GT na cidade de Fortaleza. A partir das falas das/os entrevistadas/os, considero que a construção identitária afrodescendente e ativista da mulher candomblecista e/ou umbandista não se dá de maneira uniforme, embora apresente alguns elementos comuns, geralmente consequentes da necessidade de fortalecimento de si e daqueles/as que as acompanham em suas trajetórias, a partir de uma postura combativa frente à inúmeras expressões de racismo religioso. Face aos relatos coletados, é possível considerar que as práticas das religiões de matriz africana proporcionam, em seus espaços sagrados, o desenvolvimento de processos educativos que podem ser considerados significativos, tanto para a construção identitária política da mulher afrocearense, como para que sejam elaborados novos parâmetros de movimentos sociais e, consequentemente, de movimentos pedagógicos. Em conclusão, compreende-se que as religiões de matriz africana, bem como o GT Mulheres de Axé-Saravá, assim, proporcionam o desenvolvimento de processos educativos significativos para a construção identitária feminina afrodescendente e ativista, pois viabiliza a elaboração de novos parâmetros para os Movimentos Sociais, fortalecendo a esperança de que a mulheres de axé possam ocupar todos os espaços e viver sem medo.
Abstract: This study constitutes a discussion that aims to understand how the processes os Afrodescendant and activist identity construction for women of religion of African origin, who are organized in the Social Movements from the Working Gruoup (GT) Women of Axé-Saravá of the National Network of Afro-Brazilian Religions and Health (RENAFRO), are elaborated in Ceará. The choice for the deepening of the theme is justified by the fact that African-born religionsare instruments of political reflection on education and ethnic-racial relations in Brazil. In order to reach the goal established in this study, methodologically, the Afrodescendent research reference was chosen, since this is a procedure that elects the black population as knowledge producer. In this contexto, the general coordinator of RENAFRO in Ceará, the coordinators of the Women’s Working Groups in Rio de Janeiro and Ceará, respectively, were interviewed, as well as three women who joined th Working Group in the city of Fortaleza. From the interviewes account, I consider that the Afrodescendent and activist identity construction of the candomblecist and/or umbandista woman does not tak place in a uniform way, although it presentes some common elements, generally resulting from the need to strengthen oneself and those who follow them in their trajectories, starting from a combative position in front of the numerous expressions of religious racismo. Considering the reports collected, it is possible to understand that the practices of African-born religions provide, in their sacred spaces, the development of educational processes that can be considered significant both for the political identity construction of Afro-Brazilian women and for the elaboration of new parameters of social movements and, consequently, of pedagogical movements. In conclusion, it is understood that the African-born religions, as well as the Working Group Women of Axé-Saravá, provide the development of significant educational processes for the construction of afrodescendente and activist feminine identity, since it allows the elaboration of new parameters for the Social Movements, strengthening the hope that the women of axé can occupy all spaces and live without fear.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36420
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_brsantos.pdf1,28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.