Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36229
Title in Portuguese: Aplicação de protocolo de atendimento inclusivo para escolares com desenvolvimento motor atípico
Author: Trindade, Amaurilio Fernandes
Advisor(s): Cortonesi, Leandro Masuda
Keywords: Educação Física escolar
Protocolo inclusivo
Desenvolvimento motor atípico
Issue Date: 2017
Citation: TRINDADE, A. F. (2017)
Abstract in Portuguese: escola é local para propagar uma cultura dos direitos, espaço privilegiado para a convivência entre as diferenças, espaço para compreender e vivenciar a diversidade. Este trabalho tem como objeto de estudo a educação inclusiva por meio da aplicação de protocolo de atendimento como estratégia para escolares com desenvolvimento motor atípico, com o objetivo de desenvolver, aplicar e analisar o modelo de protocolo inclusivo para escolares com desenvolvimento motor atípico identificando suas possibilidades e dificuldades encontrados na sua aplicação. Considerando a implementação da abordagem cientificamente comprovada para atendimento de quaisquer pessoas, nos mais diferentes graus de desenvolvimento, proposto por Chereguini (2015), foi realizado um estudo de caso com duas alunas da rede de ensino particular do Ensino Fundamental I, na cidade de Fortaleza, nas aulas de Educação Física, que possuem desenvolvimento atípico e pouco ou nada participam das atividades de forma inclusiva. Os resultados evidenciam um discurso que favorecem a utilização do protocolo ao mesmo tempo em que demonstram a importância de uma sequência mais duradoura do mesmo. Para uma inclusão se faz necessário que a escola, a família e todos que possam estar envolvidos no processo educativo, construam coletivamente projetos que possibilitem a participação de todos dentro de suas características. A Educação Inclusiva é mais que a garantia de direitos de apenas estar na escola, ela deve contribuir para um atendimento equalitário de acordo com os interesses de cada um.
Abstract: The school is local to propagate a culture of rights, a privileged space for coexistence between differences, a space to understand and experience diversity. This study aims to study inclusive education through the application of a protocol of attendance as a strategy for students with atypical motor development, with the objective of developing, applying and analyzing the model of inclusive protocol for students with atypical motor development, identifying their possibilities and difficulties encountered in its application. Considering the implementation of the scientifically proven approach for the care of any people, in the most different degrees of development, proposed by Chereguini (2015), a case study was carried out with two students from the private elementary school I network in the city of Fortaleza , in Physical Education classes, which have atypical development and little or nothing participate in the activities in an inclusive way. The results show a discourse that favors the use of the protocol while demonstrating the importance of a more lasting sequence of the protocol. For inclusion, it is necessary for the school, the family and all those who may be involved in the educational process to collectively construct projects that allow the participation of all within their characteristics. Inclusive Education is more than the guarantee of rights to just being in school, it should contribute to an equalitarian service according to the interests of each one.
Description: TRINDADE, Amaurilio Fernandes. Aplicação de protocolo de atendimento inclusivo para escolares com desenvolvimento motor atípico. 2017. 82 f. Monografia (Graduação em Educação física)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36229
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:EDUCAÇÃO FÍSICA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_aftrindade.pdf529,66 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.