Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36042
Title in Portuguese: Mulheres que matam: universo imaginário do crime no feminino
Author: Almeida, Rosemary de Oliveira
Advisor(s): Barreira, César
Keywords: Crime contra companheiro
Crime contra criança
Crime contra inimigo
Lei
Issue Date: 2000
Citation: Almeida, R. O.; Barreira, C. (2000)
Abstract in Portuguese: Esta tese pretende elucidar as representações sociais do crime, especificamente no que se refere aos assassinatos cometidos por mulheres. O objetivo central é elucidar as significações imaginárias sociais que sobre essas ações são criadas e reno adas pelas mulheres que matam. Busca, também, compreender as representações sociais sobre esses crimes construídas no campo jurídico. As mulheres que matam apresentam para o público a face da mulher que não é só vítima dos maus-tratos e da discriminação social, que as enquadram no padrão culturalmente construído da mulher mãe, esposa e dona de casa. Essas mulheres adquirem, com seus crimes, visibilidade social, alcançando o mundo público e sinalizando a violência como uma criação, uma forma de se libertarem de uma situação de freqüente invisibilidade, sofrimentos e vida indigna. Despercebida como autora de crimes pelo campo jurídico e construída socialmente para desempenhar funções no âmbito da casa, lugar da passividade, a mulher, com o crime, institui uma nova forma de ser mulher: sujeito ativo, autora de ações que ultrapassam o, mundo privado. Encarna, ao mesmo tempo, a figura materna e mansa da "dona de casa" e a' figura vilã e valente da "mulher da rua", apta para cometer crimes. Assim, o assassinato cometido pela mulher passa a ser o rompimento da condição feminina do "ser doméstica" que a exclui das relações públicas, para a instituição do "ser sujeito" que a inclui no mundo público, mesmo através de uma forma enviesada como o crime. Como a pesquisa estará centrada em casos concretos de mulheres encarceradas autoras de homicídio, tanto de seu próprio ponto de vista, como das representações que sobre elas constroem outros agentes sociais, suas ações violentas serão relacionadas com sua busca de liberdade e autonomia.
Abstract: This work aims at clarifying the social representations associated with crime, especifically relation to murders commited by womem. The main objective is to clarify social meanings of the imaginary that are created around these actions e renewed bb women that kill. It also tries to understand social representations related to these crimes erected in the legal field. The women that kill present to the public the face of a woman who is a victim of illtreatment and social discrimination that put them in a frame of a culturally-built pattern of mother-woman, wife and housewife. These women acquire with their crimes social visibility reaching thus a public instance markin violence as a creation, a fonn of delivering themselves from a situation of frequent invisibility, sufferings and na undignified life. Un-noticed as authors of crimes by the legal field and socia11y-built to perfonn functions within the realm of the house, a place of passivity, the woman establishes with crime a new form of being a. woman: active subject, author of actions that go beyond the private worId. She plays, simultaneously the role of the gentle mothely-shaped housewife and the brave villainous "street-woman", ready to commit crimes. In this fashion the murder commited by the woman is seeing as the breaking with the feminine condition of the "servant" which leaves her out of the social activities and installs her in the condition of "subject" where she acquires public relevance even by means of a tortuous form as crime. As the reseach will be dealing with ral cases of women jailed for homicíde, from their own view point as well as from the representations created by other social agents, their violent actions will be related to their own search of freedom and autonomy.
Description: ALMEIDA, Rosemary de Oliveira. Mulheres que matam: universo imaginário do crime no feminino. 2000. 266f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Curso de Doutorado em Sociologia, Fortaleza (CE), 2000.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36042
Appears in Collections:PPGS - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2000_tese_roalmeida.pdf151,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.