Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35583
Título em portugués: Evolução do uso e ocupação dos sistemas ambientais de municípios costeiros do baixo Jaguaribe-Ceará (1984 -2016): aplicação de geotecnologias para subsidiar o ordenamento territorial
Título em inglés: Evolution of the use and occupation of the environmental systems of coastal municipalities of the low Jaguaribe-Ceará (1984-2016): application of geotechnologies to subsidize the spatial planning.
Autor: Oliveira, Huáscar Pinto Vidal de
Tutor(es): Silva, Edson Vicente da
Palabras clave : Sistemas ambientais
Geotecnologias
Uso da terra
Ordenamento territorial
Fecha de publicación : 2018
Citación : OLIVEIRA, Huáscar Pinto Vidal. Evolução do uso e ocupação dos sistemas ambientais de municípios costeiros do baixo Jaguaribe-Ceará (1984 -2016): aplicação de geotecnologias para subsidiar o ordenamento territorial. 2018. 131 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiental)-Universidade Federal do Ceará, 2018.
Resumen en portugués: A evolução da ocupação histórica das regiões costeiras do Brasil sofreu com um processo de valorização, ocupação intensa e desordenada, associada ao processo de globalização da economia. Nas últimas décadas, a costa do Estado do Ceará, especificamente os municípios costeiros do baixo Jaguaribe, têm sido objeto de adaptações e transformações. A delimitação dos sistemas ambientais e sua vulnerabilidade à degradação permitem um diagnóstico socioambiental em vista das diferentes pressões sobre o território. Essas ferramentas permitem contribuir para a ordenação territorial, possibilitando a identificação de locais onde essas pressões exercidas podem causar exacerbação da degradação ambiental. O presente estudo tem como objetivo avaliar a evolução temporo-espacial do uso e ocupação dos sistemas ambientais dos municípios de Fortim,Aracati e Icapuí, através de geotecnologias capazes de subsidiar o planejamento do uso da terra. A pesquisa baseou-se em estudos sistêmicos e na integração de conhecimentos que viabilizaram a análise das interações de causa e efeito, definindo a sensibilidade e a resistência do meio ambiente em face do uso da terra. Esta pesquisa está estruturada em 3 (três) etapas: fase de análise, incluindo revisão da literatura, fundamentação teórica, mapeamento temático, geoprocessamento de imagens de Satélites LANDSAT 5, 8 e SPOT 5 com controle de campo e mapeamento temático; a fase de integração consistindo na estruturação, delimitação e caracterização dos sistemas ambientais, correlacionando-os com o uso e ocupação atual e análise do tempo e da evolução espacial (1984-2016) do uso e ocupação dos sistemas ambientais. De acordo com os resultados obtidos, foram definidos seis sistemas ambientais subdivididos em onze subsistemas, tais como: planície costeira, planícies fluviais, glacís de acumulação pré-litorânea, chapada do Apodi, maciços residuais cristalinos e depressão sertaneja. Foram delimitadas três classes e vinte e três subclasses mapeadas do uso e ocupação dos sistemas ambientais. Na análise da evolução da paisagem dos municípios costeiros do baixa Jaguaribe no intervalo de trinta e dois anos, verificou-se várias mudanças produzidas pelas atividades socioeconômicas. A planície costeira é o sistema ambiental mais instável com alta vulnerabilidade à ocupação, cobrindo mais de metade da área, evidenciando as seguintes mudanças: 1. Planície fluvio-marinha do Rio Jaguaribe, instalação e expansão da carcinicultura; expansão na ocupação de dunas móveis e semi- fixas; expansão das áreas de agroextrativismo; 2. Planície Fluvial - expansão na classe de agroextrativismo; 3. Os Glacís de acumulação pré-litorâneos (tabuleiros), apresentam baixa vulnerabilidade à ocupação devido às condições ecodinâmicas estáveis e demonstrando potencial para expansão urbana e, incremento do agroextrativismo e implementação de hortifruticultura nos municípios de Aracatí e Icapuí. Os resultados demonstram a importância de estudos integrados com suporte para instrumentos de geotecnologias, amparando em diagnósticos físicos territoriais, bem como para a compreensão da evolução verificada ao longo dos anos. Dessa forma, o estudo possibilitou a avaliação temporo-espacial dos sistemas ambientais, as condições que propiciaram a expansão do uso e da ocupação da terra oportunizando subsidiar as políticas de ordenamento territorial.
Resumen en inglés: The evolution of historical occupation of the coastal regions of Brazil has suffered from of a valorization process, intense and disorderly occupation which is associated to the process of globalization of the economy. In the last decades, the coast of the State of Ceará, specifically the coastal municipalities of Baixo Jaguaribe, has been the object of adaptations and transformations. The delimitation of environmental systems and their vulnerability to degradation allow a social and environmental diagnosis in view of the different pressures on a territory. These tools allow to contributes in this way to the territorial ordering, making possible the identification of places where these pressures can cause exacerbation of environmental degradation. The presente study aims to evaluate the spatio-temporal evolution of the use and occupation of the environmental system of the municipalities of Fortim, Aracati and Icapui, through geotechnologies capable of subsidizing land use planning. The research was based on systemic studies s and integrating knowledge, approch, that enabled the analysis of cause and effect interrelations, defining the sensitivity and the resistance of the environment in the face of land use. This research is structured in three phases: analysis phase including literature review, theoretical foundation, thematic mapping, geoprocessing of LANDSAT 5, 8 and SPOT 5 Satellites images with field control and thematic mapping; integration phase consists of the structuring, delimitation and characterization of the environmental systems correlating them with the current use and occupation and analysis of the time and spatial evolution (1984-2016) of the use and occupation of the environmental system. According to the results was obtained, in the definition of six environmental systems subdivided into eleven sub-systems such as: coastal plain, fluvial plains, pre-coastal sedimentar deposit, Apodi Plateau, crystalline residual massifs and sertaneja depression. We defined three classes and twenty-three mapped subclasses of the use and occupation of environmental systems. The analysis of the evolution of the landscape of the coastal municipalities of the low Jaguaribe in the interval of thirty two-years it was verified several changes produced by the socioeconomic activities. The coastal plain, which is the most unstable environmental system with high vulnerability to occupation, covering more than half of the entire area, evidencing the following changes: 1. Marine fluvial plain of the Jaguaribe, installation and expansion of shrimp farming; expansion in the occupation of mobile dunes, semi-fixed dunes; expansion of agroextractivism areas; 2. Fluvial plains expansion in the class of agroextractivism; 3. pre-coastal sedimentar deposit present low vulnerability to occupancy due to stable ecodynamic condicions and showing potential for urban expansion and increase of agroextratism and horticulture implementation in the municipalities of Aracatí and Icapuí. The results demonstrate the importance of integrated studies with support for geotechnology instruments, supporting territorial physical diagnoses, as well as for understanding the evolution verified over the years. In this way, the study made possible the temporo-spatial evaluation of environmental systems, the conditions that allowed the expansion of land use and occupation, thus allowing subsidization of territorial planning policies.
URI : http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35583
metadata.dc.type: Tese
Aparece en las colecciones: PRODEMA - Teses defendidas na UFC

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
2018_tese_hpvoliveira.pdf25,65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.