Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35566
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSalgado, José Ronaldo Aguiar-
dc.contributor.authorVieira, Camila-
dc.contributor.authorCâmara, Ciro-
dc.contributor.authorCarneiro, Cristina-
dc.contributor.authorSampaio, Daniel-
dc.contributor.authorRamos, Fernando-
dc.contributor.authorLeite, Humberto-
dc.contributor.authorColares, Juliana-
dc.contributor.authorWanessa, Karine-
dc.contributor.authorCavalcante, Marcos Edson-
dc.contributor.authorFerreira, Maria Rita-
dc.contributor.authorPinheiro, Paulo Júnior-
dc.contributor.authorCampos, Tarciana-
dc.date.accessioned2018-09-06T17:53:58Z-
dc.date.available2018-09-06T17:53:58Z-
dc.date.issued2005-
dc.identifier.citationVieira, C.; Câmara, C.; Carneiro, C.; Sampaio, D.; Ramos, F.; Leite, H.; Colares, J.; Wanessa, K.; Cavalcante, M. E.; Ferreira, M. R.; Pinheiro, P. J.; Camos, T.; Salgado, J. R. A. (2005)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35566-
dc.descriptionARAÚJO, Demitri Túlio Silva. Através das palavras, quem adora contar histórias reconta a sua própria vida. Revista Entrevista, Fortaleza, n. 16, p. 52-87, set. 2005. Entrevista concedida a Camila Vieira, Ciro Câmara, Cristina Carneiro, Daniel Sampaio, Fernando Ramos, Humberto Leite, Juliana Colares, Karine Wanessa, Marcos Edson Cavalcante, Maria Rita Ferreira, Paulo Júnior Pinheiro e Tarciana Campos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista Entrevistapt_BR
dc.subjectJornalismopt_BR
dc.subjectLiberdadept_BR
dc.subjectTeatropt_BR
dc.subjectEditorpt_BR
dc.titleAtravés das palavras, quem adora contar histórias reconta a sua própria vidapt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrO olhar é afiado. Afiadíssimo. É um olhar de quem muito já viu na vida. Viu. Ouviu. Das histórias mais singelas às mais libidinosas. Das histórias de vida mais bem vividas às mais lastimosas. Foi isso que escolheu para fazer da vida dele. Uma história. Prática aqui, difícil acolá e confusa aqui e acolá. Aos trancos e barrancos: certeira. Acertaram em cheio quando batizaram o pequeno agonizante para evitar que subisse aos céus pagão. Ele não subiu pagão. Nem cristão. Ele vingou. [...]pt_BR
Appears in Collections:ICA - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_art_dtsaraujo.pdf2,95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.