Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34991
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAndrade, Geanne Matos de-
dc.contributor.authorQueiroz, Júlia de Sousa Barros-
dc.date.accessioned2018-08-23T11:02:38Z-
dc.date.available2018-08-23T11:02:38Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationQUEIROZ. J. DE. S. B. (2016)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34991-
dc.descriptionQUEIROZ, Júlia de Sousa Barros. Modelo de demência de Alzheimer Esporádica induzida por injeção intracerebroventricular de estreptozotocina: Avaliação da memória em camundongos. 2016. 48 f. Monografia (Graduação em Ciências biológicas)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.pt_BR
dc.description.abstractAlzheimer’s disease (AD) is the most common cause of dementia affecting individuals 65 years of age. In Brazil, it is estimated that in 2025 reached 1 million 200 thousand people. AD is characterized by cognitive impairment including memory loss, deposition of senile plaques and intracellular neurofibrillary tangles. Attributed to these changes, in part, to a deficiency in insulin signaling and consequent resistance. The streptozotocin (STZ) is used in the induction of Diabetes Mellitus and its intracerebroventricular (ICV) administration suggests a relationship with AD. This study aimed to standardize the sporadic Alzheimer's disease model induced by intracerebroventricular injection of streptozotocin and evaluate the effect on mice memory. Swiss male mice were divided into two groups; Vehicle, injected with cerebrospinal fluid (CSF), and sporadic dementia, injected with STZ. The animals were anesthetized with xylazine 10 mg / kg ketamine and 90 mg / kg for performing stereotaxic surgery on days 1 and 3 following coordinates: ± 1.5 mm (ML); ± 3.6 mm (DV); ± 0.9 mm (AP). The STZ in a dose of 3 mg / kg per day, totaling 6 mg / kg two days was injected at each point total of 10 L two days and injected into the CSF was also 10μl total of two days. Behavioral tests were performed 15 days after the second administration of STZ, and performed two test schemes, group A and group B. In group A, was assessed working memory and episodic memory through the maze test in Y and the Test object recognition. In group B, was assessed spatial memory through the Morris water maze test. The STZ animals showed no changes in locomotor activity compared to CSF group. The STZ animals showed deficits compared to CSF animals in the Y-maze task, object recognition and water maze. The results demonstrate that streptozotocin compromises the working memory and episodic space, producing a good experimental model for cognitive EAD.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectDoença de Alzheimerpt_BR
dc.subjectEstreptozotocinapt_BR
dc.subjectDemênciapt_BR
dc.subjectMemóriapt_BR
dc.subjectAlzheimer’s diseasept_BR
dc.subjectStreptozotocinpt_BR
dc.subjectDementiapt_BR
dc.subjectMemorypt_BR
dc.titleModelo de demência de Alzheimer Esporádica induzida por injeção intracerebroventricular de estreptozotocina: Avaliação da memória em camundongospt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.co-advisorSousa, Julliana Catharina de-
dc.description.abstract-ptbrA doença de Alzheimer (DA) é a causa mais comum de demência que afeta indivíduos a partir dos 65 anos. No Brasil, estima-se que em 2025 atinja 1 milhão e 200 mil pessoas. A DA é caracterizada pelo comprometimento cognitivo, incluindo a perda da memória, deposição de placas senis e emaranhados neurofibrilares intracelulares. Atribui-se essas alterações, em parte, a uma deficiência na sinalização da insulina e consequente resistência. A estreptozotocina (STZ) é utilizada na indução de Diabetes mellitus e sua administração intracerebroventricular (ICV) sugere relação com DA. O presente estudo objetivou padronizar o modelo de demência de Alzheimer esporádica induzida pela injeção intracerebroventricular de estreptozotocina e avaliar o seu efeito na memória de camundongos. Foram utilizados camundongos Swiss machos divididos em dois grupos: Veículo, injetado com fluido cérebroespinhal (CSF); e Demência esporádica, injetado com STZ. Os animais foram anestesiados com xilazina 10 mg/kg e ketamina 90 mg/kg para a realização da cirurgia estereotáxica nos dias 1 e 3, seguindo as coordenadas: ±1,5 mm (ML); ± 3,6 mm (DV); ± 0,9 mm (AP). A STZ, na dose de 3 mg/kg por dia, totalizando 6 mg/kg nos dois dias, foi injetada, em cada ponto, o total de 10 µl nos dois dias; e o CSF foi injetado totalizando 10 µl nos dois dias. Os testes comportamentais foram realizados quinze dias após a segunda administração de STZ, sendo realizados dois esquemas de teste, grupo A e grupo B. No grupo A, foram avaliadas a memória de trabalho e a memória episódica através do teste do labirinto em Y e o teste do reconhecimento de objeto. No grupo B, foi avaliada a memória espacial através do teste do labirinto aquático de Morris. Os animais STZ não apresentaram alterações na atividade locomotora comparados ao grupo CSF. Os animais STZ apresentaram déficits quando comparados aos animais CSF nas tarefas do Y-maze, reconhecimento de objetos e labirinto aquático. Os resultados demonstram que a estreptozotocina compromete a memória de trabalho, espacial e episódica, produzindo um bom modelo experimental para as alterações cognitivas de DAE.pt_BR
Appears in Collections:CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_tcc_jsbqueiroz.pdf962,35 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.