Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34905
Title in Portuguese: Elaboração de um protocolo de esterilização de espécimes de resina acrílica em micro-ondas.
Author: Nascimento, Matheus Vieira
Advisor(s): Pontes, Karina Matthes de Freitas
Co-advisor(s): Fiamengui, Lívia Maria Sales Pinto
Keywords: Esterilização
Cimentos de Resina
Issue Date: 28-Jun-2018
Citation: NASCIMENTO, M. V. Elaboração de um protocolo de esterilização de espécimes de resina acrílica em micro-ondas. 2018. 28 f. Monografia (Graduação em Odontologia) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Experimentos microbiológicos laboratoriais que utilizam resina acrílica muitas vezes necessitam da esterilidade desse material, contudo os métodos mais convencionais de esterilização, como gás óxido de etileno, autoclavagem ou imersão em hipoclorito de sódio são desvantajosos seja por seu custo elevado ou por alterar propriedades da resina. A irradiação por micro-ondas tem sido constantemente reportada na literatura como método seguro tanto no quesito desinfecção como manutenção das propriedades da resina acrílica. Contudo, ainda não se foi estabelecido um protocolo de esterilização padrão que atendesse a normas de controle de esterilidade. O objetivo deste trabalho foi, portanto, estabelecer parâmetros de esterilização com irradiação em micro-ondas para espécimes de resina acrílica, sem prejuízos em suas principais propriedades físico-mecânicas. Para a irradiação no micro-ondas, foram utilizados os tempos de 3 ou 5 minutos associados a potências de 450W ou 650W com os espécimes imersos em 250 mL de água destilada. Na primeira etapa do estudo, os espécimes foram submetidos à formação de biofilme monoespécie de Staphylococcus aureus e Candida albicans, antes de serem irradiados (n=18). Após irradiação, foi realizado teste de esterilidade em tioglicolato com 14 dias de incubação a 37°C, para checagem da turvação do meio. Na segunda etapa, corpos-de-prova em resina acrílica foram confeccionados para serem submetidos aos testes de rugosidade de superfície (Ra, μm; n=40), microdureza Knoop (kg/mm2; n=40) e estabilidade dimensional (mm; n=40), antes e após os protocolos de irradiação. As análises estatísticas foram realizadas sob intervalo de confiança de 95% (= 0,05). Todos parâmetros avaliados (450W/650W por 3 ou 5 minutos) foram capazes de esterilizar as amostras expostas a S. aureus e C. albicans, exceto o protocolo de 3 minutos a 450W. Não foram constatadas diferenças estatisticamente significativas entre o grupo controle e os parâmetros testados (p >0,05) na rugosidade e na estabilidade dimensional. Na microdureza, somente o parâmetro 450W/3 minutos não ocasionou diferenças estatísticas significativas. Assim, conclui-se os parâmetros 450W/5 minutos e 650W/3 e 5 minutos podem ser considerados seguros na elaboração de um protocolo de esterilização, contudo mais estudos, tanto mecânicos quanto microbiológicos, são necessários para consolidação destes parâmetros.
Abstract: Aims: The purpose of this work was to establish sterilization parameters with microwave irradiation for acrylic resin specimens, without impairment of their main physico-mechanical properties. Materials and Methods: Microwave irradiation was carried out for 3 or 5 minutes associated with potencies of 450W or 650W with the specimens immersed in 250 mL of distilled water. In the first stage of this study, the specimens were submitted to monospecific biofilm formation of Staphylococcus aureus and Candida albicans, before being irradiated (n = 18). After irradiation, a thioglycollate sterilization test was performed with 14 days of incubation at 37 ° C, in order to check the turbidity of the medium. In the second stage, samples were tested for surface roughness (Ra, μm; n = 40) as well as Knoop microhardness (kg / mm2; n = 40) and dimensional stability (mm; n = 40) before and after the irradiation protocols. Statistical analyzes were performed under confidence interval of 95% ( = 0.05). Results: All irradiation parameters (450W / 650W for 3/5 minutes) were able to sterilize the samples exposed to S. aureus and C. albicans, except the protocol 450W/3 minutes. There were no statistically significant differences between the control group and the parameters tested (p> 0.05) for roughness and dimensional stability. Only the parameter 450W / 3 minutes did not cause significant statistical differences in microhardness values. Conclusion: The parameters 450W / 5 minutes and 650W / 3 and 5 minutes can be considered safe values for the elaboration of a sterilization protocol, however further studies, both mechanical and microbiological, are still necessary to consolidate these parameters.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34905
Appears in Collections:ODONTOLOGIA - Monografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_mvnascimento.pdf461,29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.