Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34820
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosta, Eveline de Alencar-
dc.contributor.authorFreire, Vanessa Noronha-
dc.date.accessioned2018-08-16T10:59:57Z-
dc.date.available2018-08-16T10:59:57Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationFREIRE, V. N.(2018)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34820-
dc.descriptionFREIRE, Vanessa Noronha. Práticas alimentares fortalezenses: um estudo da obra Fortaleza da gastronomia de rua. 2018. 38 f. Monografia (Graduação em Gastronomia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.pt_BR
dc.description.abstractThe aim of this paper is to analyze some preparations that composed the book "Fortaleza of street gastronomy". The preparations have had their chips standard techniques and were accompanied by a bibliographic review on the historical, cultural and nutritional aspects when needed. To this end, we rely on the proposals of Cascudo (2011), Daniel (2009), Freixa (2013) and Silva (2014), among other authors. To specify better, mentioning the five standard recipes and studied: Coxinha; Cuzcuz com carne do sol; Vatapá; Cocada and Tapioca. Such preparations were chosen according to the following criteria: historical importance for the gastronomy of Fortaleza and the ease of finding them in the neighborhoods and in the itinerant commerce of the city. All were standardized in march 2018, at the school of Sustainable Cuisine (EGA) which is part of the Social Food outreach Program in the Garden of the People. From the study, it was possible to conclude that there are multiple versions on the origin of street foods, precisely those that were focus of this study, so that historians do not come into consensus in that regard. It was also possible to notice that register these preparations (or revenue), in linguistics, is a way to preserve the gastronomic culture of the city of Fortaleza. Finally, it should be noted that the present work is described with introduction, development (consisting of two chapters) and final thoughts.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectGastronomiapt_BR
dc.subjectComida de ruapt_BR
dc.subjectPratos típicospt_BR
dc.titlePráticas alimentares fortalezenses: um estudo da obra Fortaleza da gastronomia de ruapt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.abstract-ptbrO objetivo deste trabalho é analisar algumas preparações que compuseram o Livro “Fortaleza da Gastronomia de Rua”. As preparações tiveram suas fichas técnicas padronizadas e foram acompanhadas de uma revisão bibliográfica sobre os aspectos históricos, culturais e nutricionais quando necessário. Para tanto, baseamo-nos nas propostas de Cascudo (2011), Dória (2009), Freixa (2013) e Silva (2014), dentre outros autores. Para especificar melhor, citam-se as cinco receitas padronizadas e estudadas: Coxinha; Cuscuz com Carne de Sol; Vatapá; Cocada e Tapioca. Tais preparações foram escolhidas segundo os critérios: importância histórica para a gastronomia de Fortaleza e a facilidade de encontra-las nos bairros e no comércio ambulante da cidade. Todas foram padronizadas, em março de 2018, na Escola de Gastronomia Autossustentável (EGA) que faz parte do Programa de Extensão Gastronomia Social no Jardim da Gente. A partir do estudo, foi possível concluir que há múltiplas versões sobre a origem das comidas de rua, precisamente daquelas que foram foco deste estudo, de forma que os historiadores não entram em consenso a esse respeito. Também foi possível perceber que registrar essas preparações (ou receitas), na modalidade linguística escrita, corresponde a uma forma de preservar a cultura gastronômica da cidade de Fortaleza. Por fim, ressalta-se que o presente trabalho está descrito com introdução, desenvolvimento (constituído por dois capítulos) e considerações finais.pt_BR
Appears in Collections:GASTRONOMIA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_vnfreire.pdf849,04 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.