Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33881
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMoro, Marcelo Freire-
dc.contributor.authorTeixeira, Lucas Peixoto-
dc.date.accessioned2018-07-13T12:59:13Z-
dc.date.available2018-07-13T12:59:13Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationTEIXEIRA, L. P. (2018)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33881-
dc.descriptionTEIXEIRA, L. P. Análise da Distribuição Espacial e Representatividade Geográfica das Unidades de Conservação do Domínio Fitogeográfico da Caatinga. 2018. 53 f. Monografia (Graduação em Ciências Ambientais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.pt_BR
dc.description.abstractCaatinga is Brazilian biome with unique characteristics. It is localized in a tropical region where expects humid climates but has a semiarid climate. It is considered an exclusively Brazilian biome with presence of endemic species as well as endemic genera from semiarid region. The present study introduce a quantitative and spatial analysis of protected areas inserted within the Phytogeographical Domain of the Caatingas, with focus on analysis of the spatial distribution among the different ecoregions of Caatinga. With files on shapefiles format from Brazilian Protected Areas (UC’s), available in the official database of Ministry of the Environment, it was used geoprocessing tools, which calculated areas of those conservation units, inserted in the mosaic of ecoregions as well as registered in the National Register of Conservation Units (CNUC). In addition, it was defined four different categories of Protected Areas according of the decreasing level of protection to biodiversity conservation: Group I (Full Protection); Group II (Particular Reserves); Group III (Sustainable Use); Group IV (Environmental Protected Areas). The results reveals a small proportion of caatinga domain, which is legally protected by the Protected Areas network. Ecoregions with insignificant or none percentage of conservation units of Group I - PI are shown. There is an indication of a small increase in the amount of conservation unitsin the Caatinga, even presenting ecoregions with scarce protected areas. With these results, it reveals how the caatinga has fewer areas protected by legal limits. Part of the ecoregions has a very limited representation in the national system of Protected Areas. The data are evaluate within the context of insertion of these legally protected units in the last eight decades.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherInstituto de Ciências do Marpt_BR
dc.subjectUnidades de conservação ambientalpt_BR
dc.subjectCaatingapt_BR
dc.subjectÁreas protegidaspt_BR
dc.subjectRegiões semiáridaspt_BR
dc.titleAnálise da Distribuição Espacial e Representatividade Geográfica das Unidades de Conservação do Domínio Fitogeográfico da Caatingapt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.co-advisorSilva, Marcus Vinicius Chagas da-
dc.description.abstract-ptbrA caatinga é um bioma com características singulares, possuindo um clima semiárido em uma região tropical onde se esperariam climas mais úmidos. É considerado um bioma exclusivamente brasileiro e com a presença de espécies e gêneros endêmicos do semiárido. O presente trabalho apresenta uma análise quantitativa e espacial das unidades de conservação inseridas dentro do Domínio Fitogeográfico das Caatingas, com foco na análise da distribuição espacial entre as diferentes ecorregiões da caatinga. Por meio de arquivos shapefile das UC’s do Brasil disponíveis na base de dados oficial do Ministério do Meio Ambiente e utilizando ferramentas de geoprocessamento, foram calculadas as áreas das unidades de conservação inclusas no mosaico de ecorregiões e registradas no Cadastro Nacional de Unidades de Conservação. Paralelamente, enquadrou-se as unidades de conservação em quatro grupos de acordo com o grau de proteção que elas oferecem à conservação da biodiversidade: Grupo I (Proteção Integral - PI), Grupo II (Reserva Particular do Patrimônio Natural - RPPN), Grupo III (Uso Sustentável – Demais – US) e Grupo IV (Áreas de Proteção Ambiental – APA). Os resultados gerados mostram que apenas uma pequena proporção do domínio da caatinga está legalmente protegida pela rede de UC’s. Evidenciou-se também ecorregiões com insignificantes ou nenhuma porcentagem de unidades de conservação do Grupo I - PI. Existe indicação de um tímido aumento na quantidade de unidade de conservação na Caatinga, mesmo apresentando ecorregiões com escassas áreas protegidas. Com tais resultados, apresenta-se como a caatinga está pouco protegida por limites legais, e que parte das ecorregiões tem uma representatividade muito limitada no sistema nacional de UC’s. Os dados são avaliados dentro do contexto de inserção dessas unidades legalmente protegidas nas últimas oito décadas.pt_BR
Appears in Collections:CIÊNCIAS AMBIENTAIS - TCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_lpteixeira.pdf7,77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.