Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33503
Título: Imunoexpressão de LGR4 e β-CATENINA no câncer de estômago, metástases linfonodais e mucosa gástrica histologicamente normal
Título em inglês: Immunoexpression of LGR4 and β-catenin in stomach cancer, lymph node metastases and histologically normal gastric mucosa
Autor(es): Souza, Susana Moreira
Orientador(es): Almeida, Paulo Roberto Carvalho
Palavras-chave: Neoplasias Gástricas
Células-Tronco
beta Catenina
Data do documento: 14-Jun-2018
Citação: SOUZA, S. M. ; ALMEIDA, P. R. C. (2018)
Resumo: O câncer gástrico é a quinta neoplasia maligna mais comum no mundo e a terceira causa de mortalidade por câncer. A ineficácia da terapia provavelmente se deve à permanência de células-tronco tumorais, que apresentam algumas características das células-tronco normais. LGR4 e β-catenina nuclear são potenciais biomarcadores relacionados à carcinogênese e à progressão tumoral no câncer de estômago. Objetivo: avaliar a imunoexpressão de LGR4 e β-catenina em carcinomas gástricos primários, metástases linfonodais e mucosa gástrica histologicamente normal nas margens cirúrgicas de tumores primários gástricos. Métodos: estudo transversal e observacional, baseado em 75 amostras de gastrectomia por carcinomas gástricos, realizado no Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará, Brasil, obtidas por meio de microarranjo tecidual (tissue microarray) e imunohistoquímica. O qui-quadrado, o teste exato de Fisher e a regressão linear de Pearson foram utilizados neste estudo. Resultados: A expressão de LGR4 foi maior na mucosa histologicamente normal (terço basal da espessura epitelial) da margem de ressecção cirúrgica do tumor do que nos carcinomas primários, comparando-se o número de casos normais com tumor positivo (nos histotipos intestinal e difuso). O número de células coradas na mucosa normal também foi muito maior do que nas amostras de tumor positivas (p<0,0001). Os carcinomas intestinais primários apresentaram maior positividade que os difusos (59% e 13%, p <0,0001). Os tumores histológicos difusos foram mais positivos para LGR4 em implantes de linfonodos do que em suas respectivas lesões no estômago (p=0,0242). A imunoexpressão membranar de β-catenina esteve presente na quase totalidade dos casos na mucosa normal e em 2/3 dos carcinomas positivos (em ambos os histotipos avaliados em conjunto). A diferença foi significativa entre as margens do carcinoma difuso e os respectivos tumores (p=0,0007). Em apenas um caso de carcinoma intestinal metastático observou-se expressão de β-catenina nuclear. A maioria dos casos positivos para LGR4 também foram corados para β-catenina membranar, mas não o contrário (P <0,01). Conclusão: LGR4 é um biomarcador frequentemente presente no estrato proliferativo da mucosa gástrica histologicamente normal e em carcinomas do estômago, não específico para células cancerosas e positivamente associado à proliferação celular. Sua imunoexpressão é mais frequente e em maior número de células em tecidos normais, quando comparada a amostras tumorais. O histotipo intestinal e a presença de metástases linfonodais (N>0) constituem variáveis independentes na expressão de LGR4. A expressão de β-catenina no complexo membranar-juncional ocorreu predominantemente em casos positivos de carcinomas gástricos e a imunocoloração desta proteína no núcleo foi extremamente rara. LGR4 aparentemente influenciou a expressão membranar de β-catenina, mas não o contrário.
Abstract: Gastric cancer is the fifth most common malignant neoplasm worldwide and the third leading cause of cancer mortality. The ineffectiveness of the therapy is probably due to the permanence of tumor stem cells that show some characteristics of normal stem cells. LGR4 and nuclear β-catenin are potential biomarkers related to carcinogenesis and tumor progression in stomach cancer. Aim: to evaluate the immunoexpression of LGR4 and β-catenin in primary gastric carcinomas, lymph node metastases and histologically normal gastric mucosa in the surgical margins of gastric primary tumors. Methods: a cross - sectional and observational study, based on 75 samples from gastrectomy by gastric carcinomas, performed at Walter Cantídio University Hospital of the Federal University of Ceará, Brazil, obtained through tissue microarray and immunohistochemistry. Chi-square, Fisher's exact test and Pearson's linear regression were used in this study. Results: LGR4 expression was greater in the histologically normal mucosa (basal third of the epithelial thickness) of the tumor surgical resection margin than in primary carcinomas, comparing the number of normal cases with positive tumor (in both intestinal and diffuse histotypes) . The number of cells stained in the normal mucosa was also much higher than in the positive (p<0.0001) tumor samples. Primary intestinal carcinomas showed greater positivity than the diffuse ones (59%, 13%, p <0.0001). Diffuse histotype tumors were more positive for LGR4 in lymph node implants than in their respective stomach lesions (p = 0.0242). The β-catenin membrane immunoexpression was universal in the normal mucosa and in 2/3 of the positive carcinomas (in both histotypes evaluated together). The difference was significant between diffuse carcinoma margins and respective tumors (p = 0.0007). In only one case of metastatic intestinal carcinoma nuclear β-catenin expression was observed. Most LGR4 positive cases were also stained for β-catenin membranes, but not the reverse (P <0.01). Conclusion: LGR4 is a biomarker frequently present in the histologically normal proliferative gastric mucosal layer and in carcinomas of the stomach, not specific for cancer cells and positively associated with cell proliferation. Its immunoexpression is more frequent and in a larger number of cells in normal tissues, when compared to tumor samples. The intestinal histotype and the presence of lymph node metastases (N> 0) are independent variables in the expression of LGR4. Expression of β-catenin in the junctional membrane-complex occurred predominantly in positive cases of gastric carcinomas, and immunostaining of this protein in the nucleus was extremely rare. LGR4 apparently influenced β-catenin membrane expression, but not the reverse.
Resumo em espanhol: SOUZA, S. M. Imunoexpressão de LGR4 e β-CATENINA no câncer de estômago, metástases linfonodais e mucosa gástrica histologicamente normal. 2018. 68 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33503
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_dis_smsouza.pdf32,18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.