Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32585
Title in Portuguese: A pobreza no Rio Grande do Sul: evidências a partir de uma análise multidimensional do período 2007-14
Author: Silva, Andréa Ferreira da
Araujo, Jair Andrade de
Sobral, Eryka Fernanda Miranda
Sousa, Janaildo Soares de
Keywords: Pobreza multidimensional
Privação
gap
Issue Date: 2017
Publisher: Revista Eletrônica FEE
Citation: SILVA, Andréa Ferreira da; ARAÚJO, Jair Andrade de; SOBRAL, Eryka Fernanda Miranda; SOUSA, Janaildo Soares de. A pobreza no Rio Grande do Sul: evidências a partir de uma análise multidimensional do período 2007-14. Revista Eletrônica FEE, Porto Alegre, v. 38, n. 3, p. 597-624. 2017.
Abstract in Portuguese: O presente artigo tem como objetivo apresentar novas perspectivas para a compreensão da pobreza multidimensional no Estado do Rio Grande do Sul, nos anos de 2007 a 2014. Como metodologia, utilizou-se a proposta dos autores Bourguignon e Chakravarty (2003), que apresentam uma forma alternativa de medir a multidimensionalidade da pobreza. Os resultados das seis dimensões analisadas revelaram uma redução da proporção de pobres multidimensionais na população gaúcha, de 22,57% em 2007 para 19,90% em 2014. Nas análises isoladas das regiões metropolitana, urbana e rural, verificou-se que a pobreza foi mais intensa na área rural. Na análise de grupos etários, constatou-se que o grupo dos idosos foi o dos indivíduos com mais privações, principalmente devido a um maior déficit na saúde.
Abstract: This article aims to present new perspectives for the understanding of multidimensional poverty in the State of Rio Grande do Sul, between 2007 and 2014. The authors used the indices introduced by Bourguignon and Chakravarty (2003), which present an alternative way to measure the multidimensionality of poverty. The results of the six dimensions analyzed showed a reduction in the proportion of the multidimensional poor in the state’s population from 22.57% in 2007 to 19.90% in 2014. For the analysis of the isolated metropolitan, urban and rural areas, it was found that poverty was more severe in the countryside. As regards the analysis of the age groups, the elderly were the most deprived, mainly due to their larger deficit in terms of health.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32585
ISSN: 1980-2668
Appears in Collections:DEA - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_art_afsilva.pdf324,36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.