Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31237
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVasconcelos, Alessandra Carvalho de-
dc.contributor.authorSilva, Jéssica Alves-
dc.date.accessioned2018-04-19T14:12:52Z-
dc.date.available2018-04-19T14:12:52Z-
dc.date.issued2014-
dc.identifier.citationSILVA, Jéssica Alves. A adoção das normas nacionais e internacionais que tratam da redução ao valor recuperável dos bens do setor público pelos governos estaduais e Distrito Federal. 2014. 21 p. TCC (graduação em Ciências Contábeis) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Fortaleza-CE, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31237-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectContabilidade pública - Brasilpt_BR
dc.titleA adoção das normas nacionais e internacionais que tratam da redução ao valor recuperável dos bens do setor público pelos governos estaduais e Distrito Federalpt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.abstract-ptbrO processo de internacionalização das normas contábeis do setor público vem sendo implantado no Brasil de forma gradativa, impactando os registros patrimoniais das entidades públicas. Assim, torna-se necessário que esses registros sejam feitos para que seja retratada a real situação financeira nos demonstrativos publicados anualmente por estes entes. Com base nisto, o presente estudo busca investigar o nível de aderência, pelos governos estaduais e Distrito Federal, às normas nacionais e internacionais que tratam da redução ao valor recuperável (impairment) dos ativos públicos. Para isso, foram analisados os balanços patrimoniais, as demonstrações das variações patrimoniais e as notas explicativas desses entes públicos referentes ao exercício de 2012, ano em que a adoção passa a ser obrigatória. A pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa dos dados, utilizou a técnica da análise de conteúdo dos demonstrativos dos 26 governos estaduais e Distrito Federal. Os resultados mostraram que os estados brasileiros aderiram parcialmente às normas e que não há uma relação entre o nível de evidenciação sobre impairment o nível populacional, a localização geográfica ou a arrecadação anual dos estados. Constatou-se que apenas 14 estados evidenciaram as reduções ao valor recuperável de seus ativos nos demonstrativos, e que o estado do Rio de Janeiro foi o que apresentou maior aderência aos padrões contábeis nacionais e internacionais sobre o assunto, com 80% de aderência.pt_BR
Appears in Collections:CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_tcc_jasilva.pdf593,72 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.