Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31197
Title in Portuguese: Estudo do potencial biotecnológico de pigmentos extraídos de bactérias isoladas de ambientes da caatinga e costeiro (Ceará, Brasil)
Author: Silva, Hêmilly Praxedes
Advisor(s): Sousa, Oscarina Viana de
Co-advisor(s): Carvalho, Fátima Cristiane Teles de
Keywords: Bactérias - Isolamento e purificação
Biotecnologia
Carotenóides
Radiação ultravioleta
Caatinga
Issue Date: 2016
Publisher: Instituto de Ciências do Mar
Citation: SILVA, H. P. (2016)
Abstract in Portuguese: Os pigmentos são substâncias que absorvem a luz no espectro do visível, alguns podendo absorver até todos os comprimentos de onda de luz. Em células bacterianas, pigmentos conferem um efeito protetor frente à ação deletéria da radiação ultravioleta (UV). Essa característica em pigmentos bacterianos confere interesse como uma potencial alternativa as substâncias fotoprotetoras usadas em produtos cosméticos e que apresentam efeitos tóxicos no ambiente. Entre esses pigmentos produzidos, os carotenóides conferem ás colônias bacterianas cores que vão desde o amarelo até o vermelho intenso. Porém, ainda existem poucas informações disponíveis sobre a diversidade e potencial biotecnológico desses pigmentos bacterianos. Este trabalho teve como objetivo avaliar o potencial efeito fotoprotetivo de pigmentos extraídos de bactérias isoladas de ambientes da caatinga e região costeira do estado do Ceará. Foram selecionadas dezenove (19) estirpes bacterianas pertencentes à bacterioteca do Laboratório de Microbiologia Ambiental e do Pescado (LAMAP). As cepas foram repicadas para tubos de ensaio contendo ágar Triptona Soy Agar (TSA) com adição de 3% de glicerol e incubadas por 24h\35ºC para verificação da produção de pigmentos. Dentre as cepas selecionadas, as bactérias Gram-negativas (63%) se sobressaíram sobre as bactérias Gram-positivas (37%). Quando as cepas foram expostas a radiação ultravioleta por diferentes períodos de tempo, 15,8% dessas cepas mantiveram sua capacidade de crescimento por até 15 minutos de exposição. Os pigmentos foram extraídos usando o método de solventes orgânicos (Acetona/ Acetato de Etila) e logo em seguida usados para testar a atividade antimicrobiana usando as cepas bacterianas indicadoras: E. coli (ATCC25922), Pseudomonas sp.(ATCC27853), S. aureus (ATCC25923). Os pigmentos não apresentaram atividade inibidora de crescimento bacteriano frente às bactérias indicadoras. Também foi testado o efeito fotoprotetivo sobre uma terceira bactéria (E. coli) não produtora de pigmento. A maioria dos pigmentos foi capaz de proteger a E. coli contra os efeitos deletérios da exposição à radiação UV. Esse estudo é um passo inicial no conhecimento do potencial biotecnológico de pigmentos bacterianos originários da região nordeste caracterizado por elevado índice de insolação. Esse conhecimento contribui com o desenvolvimento de novas tecnologias e produtos fotoprotetivos com efeitos menos adversos para o ambiente.
Abstract: Pigments are substances which absorb the light on visible spectrum in one or more wavelengths. In bacterial cells, pigments confer a protective effect against ultraviolet radiation (UV) damages. This characteristic confer to pigments an alternative to substitute photoprotective substances used in cosmetic products which show environmental toxic effects. Among the pigments produced, the carotenoids confer to bacterial cell colors since yellow to deep red. However, there is little information about diversity and biotechnological potential of bacterial pigments. Thus, the aim of this research was to evaluate the potential of photoprotective effect of pigments extracted of bacterial strains isolated from caatinga biome and coastal zone of state of Ceará. In order to achieve this goal, nineteen bacterial strains were selected from bacterial collection of Fish and Environmental Microbiology Lab (LAMAP). Strains were inoculated on Tryptic Soy Agar (TSA) added by glicerol 3% e incubated at 35°C for 24 h to verify the pigment formation. Among the chosen strains, Gram -negative bacterial (63%) were more identified than Gram-positive bacteria (37%).When strains were exposed to ultraviolet radiation for different times, 15,8% of these strains showed growth capacity for 15 minutes of UV exposition. The pigments were extracted using the organic solvent method (Acetone / Ethyl Acetate) and then used to test antimicrobial activity using bacterial indicator strains: E. coli (ATCC25922), Pseudomonas sp. (ATCC27853), S. aureus (ATCC25923). There was no bacterial growth inhibitory activity by pigments against the bacterial indicators. Photoprotective effect on a third non-pigment-producing bacterium (E. coli) was also tested. Most pigments were able to protect E. coli against UV radiation damages. This research is an initial step in the knowledge of the biotechnological potential of bacterial pigments originating in the northeastern region characterized by high insolation index. This knowledge contributes to the development of new photoprotective technologies and products with less adverse effects on the environment.
Description: SILVA, H. P. Estudo do potencial biotecnológico de pigmentos extraídos de bactérias isoladas de ambientes da caatinga e costeiro (Ceará, Brasil). 2016. 43 f. Monografia (Graduação em Ciências Ambientais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31197
Appears in Collections:CIÊNCIAS AMBIENTAIS - TCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_hpsilva.pdf703,45 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.