Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30803
Title in Portuguese: Práticas de governança corporativa adotadas pelas operadoras de planos de assistência à saúde classificadas como cooperativas
Author: Lobo, Gleidson Sobreira
Advisor(s): De Luca, Márcia Martins Mendes
Keywords: Governança corporativa
Planos de Pré-Pagamento em Saúde
Cooperativa
Issue Date: 2010
Citation: LOBO, Gleidson Sobreira. Práticas de governança corporativa adotadas pelas operadoras de planos de assistência à saúde classificadas como cooperativas. 2010. 172 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2010.
Abstract in Portuguese: Nos últimos anos, as boas práticas de governança coorporativa passaram a ser um diferencial competitivo para as organizações, contribuindo para uma gestão mais transparente e profissional, minimizando conflitos de agência e maximizando os resultados da organização de forma a agregar valor aos proprietários, podendo também influenciar na decisão do consumidor em adquirir produtos e serviços. Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo investigar as práticas de governança corporativa que são adotadas pelas operadoras de planos de assistência à saúde classificada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS na modalidade cooperativa médica, à luz das práticas preconizadas para as empresas em geral. Foi utilizada uma pesquisa descritiva, com abordagem quali-quantitativa, utilizando como estratégia de pesquisa o survey, com apoio de pesquisa bibliográfica e documental. Optou-se por estudar as operadoras de planos de assistência à saúde, do sistema Unimed, consideradas pela ANS como de grande porte, buscando identificar junto aos seus principais executivos e documentos desse sistema as informações necessárias ao cumprimento dos objetivos a que se propõe esse trabalho. O estudo revelou que as operadoras classificadas na modalidade cooperativa médica possuem uma estrutura organizacional compatível com a adoção de melhores práticas de governança corporativa preconizadas pela literatura para as empresas em geral, obedecendo ainda o cumprimento do que determina a Lei 5.764/1971 e os normativos emanados pelos órgãos reguladores de suas atividades. Com a pesquisa realizada, conclui-se que as operadoras de planos de assistência à saúde investigadas adotam boas práticas de governança corporativa preconizadas pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (2009) e recomendações sobre governança do Banco Central do Brasil (2008), conforme os resultados obtidos por meio das análises e do modelo utilizado para definir o grau e o nível de adoção de tais práticas. Os resultados mostraram ainda que o quantitativo de beneficiários, funcionários e associados (cooperados) não têm influência na adoção de práticas de governança nas operadoras estudadas.
Abstract: In recent years, good corporate governance practices have become a competitive advantage for organizations contributing to a more transparent and professional management, minimizing agency conflicts and maximize the organization's results to add value to the owners and may also influence the consumer’s decision to purchase products and services. Therefore, this study aims to investigate the corporate governance practices that are adopted by a health plan operators classified by the Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS as a medical cooperative in light of the recommended practices for companies in general. We used a descriptive research, with qualitative and quantitative approach, using as a research strategy the survey, with support of literature and documents. We chose to study the health plan operators in system Unimed considered by the ANS as large in order, seeking to identify their chief executives and documents that the information system necessary to accomplish the goals it is proposed that work. The study revealed that operators classified in the cooperative medical modality have an organizational structure consistent with the adoption of best corporate governance practices recommended by the literature on business in general, following further compliance with the Act 5.764/1971 establishing and the measures emanating by regulators of their activities. With the research, concludes that health plan operators investigated following good corporate governance practices recommended by Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (2009) and recommendations on the governance of the Banco Central do Brasil (2008), according to the results obtained through the analysis and the model used to define the degree and level of adoption of such practices. The results also showed that the amount of beneficiaries, employees and associates (cooperative) have no influence on the adoption of governance practices at the carriers studied.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30803
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_dis_gslobo.pdf916,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.