Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30611
Title in Portuguese: Avaliação da utilização do concreto autoadensável em uma obra de edificação vertical
Author: Serra, Jordana Herbster Ferraz
Advisor(s): Cabral, Antonio Eduardo Bezerra
Keywords: Engenharia de estruturas
Concreto - Produtividade
Construção civil - Custos
Concreto autoadensável
Self - compacting concrete
Conventional concrete
Productivity
Cost
Issue Date: 5-Jun-2015
Citation: SERRA, J. H. F. Avaliação da utilização do concreto autoadensável em uma obra de edificação vertical. 2015. 105 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil)-Centro de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil: Estruturas e Construção Civil, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
Abstract in Portuguese: O concreto auto-adensável (CAA) surgiu da necessidade de se obter estruturas de concreto mais duráveis, econômicas e com menor tempo de execução. Sua utilização evita manifestações patológicas decorrentes de um adensamento mal executado no momento da concretagem. Além disso, pode solucionar deficiências existentes no CCV através da sua capacidade de se mover por conta própria, preencher todos os espaços destinados a ele na fôrma sem nenhuma forma de adensamento ou compactação e não segregar ou aprisionar ar em excesso. Também reduz os ruídos gerados na execução, a quantidade de funcionários e, consequentemente, também os riscos de acidentes de trabalho. Entretanto, apesar das várias vantagens, essa tecnologia ainda não é vastamente utilizada em obras de edificação vertical no Brasil. Especificamente na cidade de Fortaleza/CE não se tem conhecimento de nenhuma obra de edificação vertical onde o CAA tenha sido aplicado em toda a estrutura (lajes, vigas e pilares) com resistência à compressão 30 MPa. Partindo dessa ideia, o objetivo deste trabalho é avaliar a utilização do CAA em substituição ao concreto convencional (CCV) em uma obra de edificação vertical na cidade de Fortaleza. Para tanto, um traço de CAA foi desenvolvido, tendo sido executados ensaios no estado fresco e no estado endurecido, onde foi possível verificar o atendimento às prescrições das respectivas normas brasileiras vigentes. Posteriormente, duas concretagens com CAA foram executadas em uma edificação vertical. Para efeito de comparação uma laje com CCV também foi executada e avaliada. As seguintes variáveis foram avaliadas: tempo de concretagem, aparecimento de manifestações patológicas, quantidade de mão de obra necessária para a concretagem e custos. Após essa analise, foi visto que a utilização do CAA é compensatória e que, ao final das contas, seu custo sauí 56,46% do custo do CCV, e a mão de obra reduziu cerca de 67%. Com isso, é esperado que seja possível difundir essa ideia no mercado da construção civil de Fortaleza.
Abstract: Self-compacting concrete (CAA) arose from the need to obtain more durable, economical and less time-consuming concrete structures. Its use avoids pathological manifestations due to a dense badly executed at the time of concreting. In addition, it can address shortcomings in the CCV through its ability to move on its own, to fill all spaces intended for it in the form without any form of densification or compaction, and not to segregate or trap excess air. It also reduces the noise generated in the execution, the number of employees and, consequently, also the risks of accidents at work. However, despite the many advantages, this technology is still not widely used in vertical building works in Brazil. Specifically in the city of Fortaleza / CE there is no knowledge of any vertical building work where the CAA has been applied throughout the structure (slabs, beams and pillars) with a compressive strength of 30 MPa. Based on this idea, the objective of this work is to evaluate the use of CAA in substitution of conventional concrete (CCV) in a vertical building work in the city of Fortaleza. In order to do so, a CAA trace was developed. Tests were carried out in the fresh state and in the hardened state, where it was possible to verify the compliance with the prescriptions of the respective Brazilian standards in force. Subsequently, two concretions with CAA were executed in a vertical building. For comparison purposes a slab with CCV was also performed and evaluated. The following variables were evaluated: time of concreting, appearance of pathological manifestations, quantity of work required for concreting and costs. After this analysis, it was seen that the use of the CAA is compensatory and that, in the end, its cost was 56.46% of the cost of the CCV, and the workforce reduced by 67%. With this, it is expected that it will be possible to spread this idea in Fortaleza's construction market.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30611
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DECC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_jhfserra.pdf2,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.