Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30006
Título: 50 minutos de tensão: tempo destinado à aula de artes no ensino médio como indicador de trabalho precário
Autor(es): Azevedo Filho, Carlos Augusto de Oliveira
Sousa, Ana Carmita Beserra de
Maciel, Paulo Henrique Freitas
Palavras-chave: Ensino de Arte
Ensino Médio
Qualificação Profissional
Data do documento: 2016
Citação: Azevedo Filho, C. A. O.; Sousa, A. C. B.; Maciel, P. H. F. (2016)
Resumo: Este trabalho realiza abordagem ao tempo destinado à aula de arte no Ensino Médio Brasileiro a partir de experiências desse nível de ensino em instituições escolares do Estado do Ceará. Para o desenvolvimento deste trabalho, além de dados empíricos, frutos de experiências de profissionais da educação licenciados em cursos de arte, sensíveis a tal discussão ou inseridos nesse quadro por vínculo com a disciplina em foco, recorremos a leituras que desempenham crítica ao processo de educação na sociedade capitalista, no esforço de criar perspectivas e não apenas organizar registros dos infortúnios causados pelos sistemas educacional e econômico vigente.
Descrição: AZEVEDO FILHO, Carlos Augusto de Oliveira; SOUSA, Ana Carmita Beserra de Daiane Daine de Oliveira; MACIEL, Paulo Henrique Freitas. 50 minutos de tensão: tempo destinado à aula de artes no ensino médio como indicador de trabalho precário. In: JORNADA INTERNACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ANTONIO GRAMSCI (JOINGG), 1. JORNADA REGIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ANTONIO GRAMSCI Práxis (JOREGG), Formação Humana e a Luta por uma Nova Hegemonia, 7., 2016, Fortaleza. Anais... Fortaleza: 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30006
ISSN: 2526-6950
Aparece nas coleções:PPGEB - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_eve_afmsouzajuniorsmsilva.pdf329,39 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.