Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30003
Título: Efeito inibitório do colostro humano sobre biofilme de Escherichia coli
Título em inglês: Inhibitory effect of human colostrum on Escherichia coli biofilm
Autor(es): Freire, Suellen Alves
Orientador(es): Câmara, Lília Maria Carneiro
Coorientador(es): Carvalho, Cibele Barreto Mano de
Palavras-chave: Colostro
Escherichia coli
Biofilmes
Data do documento: 12-Set-2014
Citação: FREIRE, S. A. ; CÂMARA, L. M. C. ; CARVALHO, C. B. M. (2014)
Resumo: Há inúmeras evidências epidemiológicas indicando ação protetora do leite humano contra uma série de microrganismos com os quais o bebê entrará em contato na vida pós-natal, principalmente do trato respiratório e intestinal. Dentre os seus vários componentes, a IgA é uma das imunoglobulinas mais importantes e está presente em grande quantidade no colostro. No Brasil, a Escherichia coli, bacilo gram-negativo, tem sido apontada como o agente mais isolado em crianças hospitalizadas, e que, frequentemente, não foram amamentadas, acometendo episódios de diarreia graves, sepse e meningite neonatal. Um dos seus principais fatores de virulência é a formação de biofilme, que confere proteção contra a ação de biocidas e de produtos tóxicos. A pesquisa objetivou estudar o efeito in vitro do colostro humano puro e diluído e duas frações de proteínas purificadas (IgA1 e demais proteínas do colostro) sobre o biofilme em formação e o formado de E. coli. A biomassa foi mensurada por coloração com cristal violeta (CV) 0,4 % e a viabilidade do biofilme por contagem de colônias em placas de ágar. Além disso, utilizou-se microscopia óptica de campo claro por coloração das lâminas com Vermelho Congo-Carbol Fucsina e microscopia de escaneamento confocal utilizando o reagente LIVE/DEAD® BacLight para visualização do biofilme. Observou-se um efeito inibitório dose dependente no biofilme em formação, através do ensaio de biomassa com CV (p <0,001). Este dado correlacionou com os resultados obtidos no ensaio de viabilidade do biofilme por contagem de colônias que também mostrou uma redução do número de células viáveis (p<0,01). Estes resultados foram confirmados por microscopia, onde as menores diluições do colostro e as frações também presentaram um efeito inibitório, mostrando a formação de grumos semelhantes à aglutinação, com ênfase na ação da IgA1. Dados obtidos pela microscopia de escaneamento confocal mostraram uma diminuição da área total de biofilme e um aumento significativo de bactérias mortas. Quanto à ação sobre o biofilme formado, os dados mostraram diminuição da biomassa também de forma dose dependente, além da diminuição da viabilidade bacteriana. Portanto, o soro do colostro e suas frações purificadas têm efeito inibitório dose-dependente, diminuindo o biofilme em formação e o formado de E. coli.
Abstract: There are numerous epidemiological evidence indicating protective effect of human milk against a number of microorganisms with which the baby will come into contact in postnatal life, particularly of the respiratory and intestinal tract. Among its various components, IgA is a major immunoglobulin and is present in large quantities in colostrum. In Brazil, Escherichia coli, gram-negative bacillus, has been identified as the most frequently isolated agent in hospitalized children, and often were not breastfed, affecting episodes of severe diarrhea. One of its major virulence factor is the formation of biofilm, which protects against the action of biocides and toxic products. The research aimed to study the in vitro effect of pure and diluted human colostrum and two purified protein fractions (IgA1 and other proteins colostrum) on formation and formed E. coli biofilm. Biomass was measured by staining with crystal violet (CV) 0.4% and viability of the biofilm by colony count on agar plates. In addition, brightfield optical microscopy was used to stain the slides with Congo Red - Carbol-Fuchsin and confocal scanning microscopy using the reagent LIVE/DEAD BacLight ®. There was a dose dependent inhibitory effect on biofilm formation by biomass assay by CV (p <0.001). This data correlated with results of test viability of the biofilm by colony count that also showed a reduction in the number of viable cells (p <0.01). These results were confirmed by microscopy, where the lower dilutions of colostrum and fractions had also an inhibitory effect, showing the formation of clumps similar to the agglutination, with emphasis on the action of IgA1. Data obtained by confocal scanning microscopy showed a decrease in total biofilm area and a significant increase in dead bacteria. With regard to formed biofilm, the data also showed reduced biomass dose-dependent manner, and decrease bacterial viability. Therefore, colostrum serum and their purified fractions have inhibitory effect, decreasing biofilm formation and formed E. coli.
Descrição: FREIRE, S. A. Efeito inibitório do colostro humano sobre biofilme de Escherichia coli . 2014. 77 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30003
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_safreire.pdf930,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.