Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29773
Title in Portuguese: Utilização de cinza moída da usina termelétrica do Pecém como pozolana na produção do concreto convencional
Title: Utilization of ground fly ash from Pecém thermoelectric as pozzolan in concrete production
Author: Araújo, Filipe Pereira de
Advisor(s): Cabral, Antonio Eduardo Bezerra
Keywords: Cinza volante
Concreto
Termelétrica
Resíduos
Issue Date: 2017
Citation: ARAÚJO, F.P.(2017)
Abstract in Portuguese: Em termelétricas, a queima do carvão mineral é realizada para fornecer calor, vaporizando a água, que mobiliza as turbinas, gerando, assim, o movimento necessário para a produção de energia elétrica. Um dos resíduos desse processo é a cinza volante, que, caso seja pozolânica, tem um grande potencial quando incorporada ao concreto, pois, além de evitar uma dispendiosa deposição, ainda pode aumentar a resistência à compressão do concreto. Visando um aumento da atividade pozolânica, a cinza passou por um processo de moagem, aumentando a sua área superficial específica. Para a caracterização da cinza, foram realizados ensaios químicos e físicos normalizados, com o objetivo de determinar se a cinza é um material pozolânico. Foram testados também concretos de 30 MPa, 35 MPa e 40 MPa, com adição de cinza e substituição, em volume, de cimento por cinza nos teores de 0%, 8% e 15%, o que resulta em um total de 45 traços. As análises químicas e físicas revelaram que a cinza volante moída é, de fato, um material pozolânico. As análises da resistênias à compressão foram feitas por uma analise estatística de variância. Para a resistência à compressão aos sete dias, nos traços com incorporação de cinza, tanto em adição quanto em substituição, os valores foram significativamente menores do que a referência. Nos traços de 35 MPa e 40 MPa a resistência à compressão aos 28 dias mostrou-se inferior em pelo menos um percentual (8% ou 15%). Apenas no traço de 30 MPa houve a manutenção da resistência, tanto em adição quanto em substituição, em relação à referência. Conclui-se que a utilização da cinza moída, nos concretos estudados, não é vantajosa para o aumento da resistência à compressão, o que decorre, possivelmente, da quebra da estrutura dos grão, devida a moagem, e da finura das partículas ser bastante elevada.
Abstract: On thermoelectric plants, the coal burning is performed to provide heat, vaporizing the water, which mobilizes the turbines, thus generating the necessary movement for the electric energy production. One of the residues of this process is the fly ash, which, if pozzolanic, has a great potential when incorporated into the concrete, since, besides avoiding an expensive deposition, it can even improve the concrete compressive strength. In order to increase pozzolanic activity, the ash went through a grinding process, increasing its specific surface area. To characterize the ash, chemical and physical tests were performed to define if the ash is a pozzolanic material. 30 MPa, 35 MPa, and 40 MPa concretes were tested with addition of ash, and substitution of cement for ash at 0%, 8% and 15% in volume, resulting in a total of 45 concrete mixtures. Chemical and physical analyzes have shown that ground fly ash is in fact a pozzolanic material. The compressive strength analysis were performed by a statistical analysis of variance. For the seven days compressive strengths, in the fly ash incorporated concrete mixtures, both in addition and in substitution, the values were significantly lower than the reference values. The 35 MPa and 40 MPa compressive strength at 28 days was lower at least on one of the percentages (8% or 15%). Only on the 30 MPa mixtures the resistance was maintained, both in addition and in substitution, when compared to the reference. It is concluded that the use of ground fly ash in the studied concretes does not bring any advantage to the concrete compressive strength, which is possibly due to the grain structure breakage caused by the grinding process and the fineness of the particles being quite high.
Description: ARAÚJO, Filipe Pereira de. Utilização de cinza moída da usina termelétrica do Pecém como pozolana na produção do concreto convencional. 2017. 76f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) − Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29773
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA CIVIL - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_fparaújo.pdf2,42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.