Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29544
Título: Avaliação in vitro da atividade do ibuprofeno frente a isolados de Candida spp. Resistentes ao fluconazol e sua atividade contra biofilme formado
Título em inglês: In vitro evaluation of ibuprofen activity against Candida spp. Resistance to fluconazole and its activity against formed biofilm
Autor(es): Sampaio, Letícia Serpa
Orientador(es): Nobre Júnior, Hélio Vitoriano
Palavras-chave: Resistência à Doença
Biofilmes
Candida
Apoptose
Data do documento: 7-Jul-2017
Citação: SAMPAIO, L. S.; NOBRE JÚNIOR, H. V. (2017)
Resumo: Nos últimos anos, houve um crescimento na incidência de infecções fúngicas oportunistas. Fungos do gênero Candida tem sido documentados como importante causa de infeções e estão relacionados à alta morbidade e mortalidade entre pacientes hospitalizados, aumento nos custos hospitalares e tempo de internação hospitalar, configurando assim um importante problema de saúde pública. A maioria das infeções fúngicas está associada à formação de biofilme, que representa um aumento na resistência aos antifúngicos. Somado a essa problemática está o fato de existirem poucos antifúngicos disponíveis no mercado. Dessa forma, faz necessária a busca por novas opções terapêuticas e nesse contexto surge o redirecionamento de fármacos, propondo um novo olhar para fármacos com outras indicações terapêuticas. O ibuprofeno é um anti-inflamatório não esteroidal e alguns pesquisadores tem relatado sua atividade frente a cepas de Candida spp. O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade do ibuprofeno frente a cepas de Candida spp. resistentes ao fluconazol, nas formas planctônicas e de biofilme, utilizando técnicas de microdiluição em caldo, citometria de fluxo e teste do cometa. O ibuprofeno apresentou atividade sobre as cepas de Candida spp.utilizadas (2 C. albicans, 5C. tropicalis, 2 C. parapsilosis), com concentração inibitória mínima (CIM) variando de 6,5 a13 mM e não induziu a produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) nem o dano ao DNA na concentração equivalente ao CIM em cepas de C. albicans(CIM=6,5mM), C. tropicalis(CIM=13mM) e C. parapsilosis(CIM=13mM). Verificou-se que o ibuprofeno reduziu a viabilidade celular, promoveu despolarização mitocondrial e aumentou a externalização de fosfatidilserina, sugerindo, assim, a morte celular por apoptose. A viabilidade celular do biofilme formado (24horas) foi determinada por meio do ensaio de redução do sal de tetrazólio (MTT) e foi verificado que o ibuprofeno promove redução de aproximadamente 50% da viabilidade celular na concentração de CIM (13mM) em isolado de C. albicans, de C. tropicalis e de C. parapsilosis (p < 0,05). Dessa forma, conclui-se que o ibuprofeno é capaz de inibir o crescimento in vitro de Candida spp. resistente ao fluconazol tanto na forma planctônica como em biofilme formado, sugerindo que este fármaco tem potencial para agir como agente antifúngico com atividade apoptótica.
Abstract: In recent years, there has been an increase in the incidence of opportunistic fungal infections. Candida species have been documented as an important cause of infections and related to high morbidity and mortality among hospitalized patients, increasing hospital costs and length of stay,configuring an important public health problem. Most fungal infections are associated with biofilm formation, which represents an increase in antifungal resistance. In addition to this problem, there are few antifungal agents available. That way, it is necessary to search for new therapeutic options and in this context the drug repurposing appears, proposing a “new eyes” for drugs with other therapeutic indications. Ibuprofen is a non-steroidal anti-inflammatory drug and some researchers have reported its activity against Candida spp. The present study aimed to evaluate the activity of ibuprofen against fluconazole resistant Candidaspp., in planktonic and biofilm forms, using broth microdilution techniques, flow cytometry and comet assay. Ibuprofen showed activity against nine strains of Candida spp. (2 C. albicans, 5C. tropicalis, 2 C. parapsilosis)with the minimum inhibitory concentration (MIC) ranging from 6,5 to 13mM and it did neitherinduced reactive oxygen species (ROS) generation nor DNA damage on equivalent concentrations to MIC in strains of C. albicans(MIC=6,5mM), C. tropicalis (MIC=13mM) and C. parapsilosis(MIC=13mM).It was found that ibuprofen reduces cell viability, promotes mitochondrial depolarization and enhancing phosphatidylserine externalization, suggesting cell death by apoptosis. The cell viability of the biofilms was determined by assaying reduction of the tetrazolium salt (MTT) and it was verified that ibuprofen promoted about 50% reduction in cell viability at MIC concentration (13mM)in C. albicans, C. tropicalis and C. parapsilosis isolates (p <0,05). That way, we concluded that ibuprofen is able to inhibit the growth of fluconazole resistant Candida spp. in vitro both in planktonic cells and biofilmformed, suggestingthat this drug has potential to act as antifungal compound with apoptotic activity.
Descrição: SAMPAIO, L. S. Avaliação in vitro da atividade do ibuprofeno frente a isolados de Candida spp. Resistentes ao fluconazol e sua atividade contra biofilme formado. 2017. 70 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29544
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_lssampaio.pdf1,35 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.