Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29463
Title in Portuguese: Metodologia de análise morfológica de vias
Title: Methodology of morphological analysis of pathways
Author: Crispim, Daniel Silva Luiz
Advisor(s): Cavalcante, Antonio Paulo de Hollanda
Keywords: Planejamento de transportes
Morfologia urbana
Sintaxe espacial
Issue Date: 2017
Citation: CRISPIM, D.S.L.(2017)
Abstract in Portuguese: O planejamento urbano de uma região pode considerar tanto o estudo da oferta da malha viária, através de metodologias como a Teoria da Sintaxe Espacial, quanto também o estudo da demanda por viagens através de metodologias que envolvam pesquisas de origem-destino e alocação de viagens. Além das diferenças técnicas entre as metodologias, destacam-se outros fatores como o tempo para a realização do estudo, astecnologias empregadas e a mão de obra utilizada para a obtençãoeanálise dedados. A Teoria da Sintaxe Espacial pode obter bons resultados principalmente em cidades de pequeno e médio porte em que não há muitas restrições de movimento nas interseções viárias,algo comum em cidades maiores. O estudo da sintaxe busca entender a relação entre as vias, seus comprimentos e suas conexões de forma a prever como dar-se-ão os fluxos e movimentos. O objetivo deste trabalho é demonstrar como esta teoria pode ser aplicada na Engenharia de Transportes e como suas variáveis de integração, conectividade e escolha podem influenciar em estudos de planejamento urbano. Dessa forma, pretende-se aplicaruma metodologia que reduza ou até elimine a necessidade de aplicação da modelagem tradicional ou modelo quatro etapas, reduzindo-se custos e tempo de pesquisa.Espera-se obter uma considerável correlação entre os dados analisados por meio da Sintaxe Espacial com os dados coletados por meio de pesquisas volumétricas, resultando numa aplicação de uma metodologia mais econômica e rápida que pode vir a ser utilizada principalmente por municípios com mais restrições orçamentarias.
Abstract: The urban planning of a region can consider both the study of the offer ofthe road network, through methodologies such as the Space Syntax Theory, as well the study of the demand for travels through methodologies involving origin-destination surveys and travel allocation. Besides the technical differences between the methodologies, other factors such as the time for the study, the technologies employed and the manpower used to obtain and to analyzedata, stand out. Space Syntax Theory can obtain good results especially in small and medium-sized cities where there are less movement restrictions on road intersections, something common in big cities. The study of syntax seeks to understand the relationship between roads, their lengths and their connections to predict how flows and movements will occur. The objective of this work is to demonstrate how this theory can be applied in Transport Engineering and how its variables of integration, connectivity and choice can influence urban planning studies. In this way, it is intended to applya methodology that reduces or even eliminates the need to apply traditional modeling or four-step model, reducing costs and research time.It is expectedto obtain a considerable correlation between the data analyzed through Spatial Syntax with the data collected through volumetric surveys, resulting inan application of a more economical and fast methodology that can be used mainly by citieswith more budgetary restrictions.
Description: CRISPIM, Daniel Silva Luiz. Metodologia de análise morfológica de vias. 2017. 64f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) − Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29463
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA CIVIL - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_dslcrispim.pdf2,33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.