Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28981
Title in Portuguese: Bactérias patogênicas relacionadas à ingestão de pescados - revisão
Title: Pathogenic bacteria related to ingestion of fish – A review
Author: Santiago, Janaína de Araújo Sousa
Araújo, Pedro Filipe Ribeiro
Santiago, André Prata
Carvalho, Fátima Cristiane Teles de
Vieira, Regine Helena Silva dos Fernandes
Keywords: Pescados - Conservação
Intoxicação alimentar
Bactérias patogênicas
Issue Date: 2013
Publisher: Instituto de Ciências do Mar
Citation: SANTIAGO, J. de A. S.; ARAÚJO, P. F. R.; SANTIAGO, A. P.; CARVALHO, F. C. T. de; VIEIRA, R. H. S. dos F. (2013)
Abstract in Portuguese: Vibrio parahaemolyticus, Salmonella, Escherichia coli e Sthaphylococcus aureus são patógenos humanos comuns e distribuídos nos mais diversos ambientes. São isolados com grande frequência em peixes, camarões, moluscos bivalves, caranguejos, sushis e sashimis, os quais vêm fazendo parte da dieta dos brasileiros, devido às mudanças no hábito alimentar da população. As bactérias, abordadas neste trabalho, sobre as quais a Legislação estabelece limites, quase sempre não alteram a aparência do pescado, sendo a razão de suas limitações o fato de que são patógenas ao homem, e não deterioradoras do produto. Portanto, logo após a morte do pescado, deve-se implantar todos os cuidados sanitários necessários, para evitar o surgimento de condições que favoreçam a introdução e o desenvolvimento de patógenos e parasitas. Tais patógenos vêm sendo considerados como uma causa comum de casos de gastrenterite em diversos países do mundo, e em vários estados brasileiros, na maioria das vezes, associados ao consumo de pescados.
Abstract: Vibrio parahaemolyticus, Salmonella, Escherichia coli and Staphylococcus aureus are common human pathogens and distributed in various environments. They are isolated frequently in fish, shrimp, shellfish, crabs, sushi and sashimi, among others, which have become part of the Brazilian diet, primarily due to changes in the dietary habits of the population. Bacteria, addressed in this work, and on which the legislation sets limits often do not alter the appearance of the fish. The main reason of these limitations is because they are pathogenic to man although don’t cause any spoilage in the products. Therefore, shortly after the death of fish, all necessary care must be implemented in order to avoid the appearance of conditions that favor the introduction and development of pathogens and pests. These pathogens have been considered as a common cause of gastroenteritis cases in several countries and in several Brazilian states, most often associated with the consumption of fish.
Description: SANTIAGO, J. de A. S. et al. Bactérias patogênicas relacionadas à ingestão de pescados – revisão. Arquivos de Ciências do Mar, Fortaleza, v. 46, n. 2, p. 92-103, dez. 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28981
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Appears in Collections:LABOMAR - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_art_jdeassantiago.pdf411,71 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.