Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26501
Title in Portuguese: Eficiência técnica e metatecnologia do semiárido cearense: modelo de metafronteira estocástica
Author: Silva, Roberto Bruno Pessoa e
Advisor(s): Reis, José Newton Pires
Keywords: Semiárido Ceará
Agropecuária
Eficiência Técnica
Metatecnologia
Fronteira Estocástica de produção
Metafronteira de produção
Issue Date: 2017
Citation: SILVA, Roberto Bruno Pessoa ; REIS, José Newton Pires. Eficiência Técnica e Metatecnologia do Semiárido Cearense: Modelo de Metafronteira Estocástica. Fortaleza, CE, 2017. 66f Dissertação (Mestrado em Economia Rural)-Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Economia Rural, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: Compara a eficiência técnica (ET) entre as regiões semiáridas e não semiáridas do Ceará, usando a abordagem metafronteira (MF) desenvolvida por Battese e Rao (2002) e redefinida por Battese et al. (2004) e O'Donnell et al. (2008). A análise é desenvolvida usando uma tecnologia de output (produção agropecuária) e multientradas (capital, trabalho,terra, despesas com insumos e estoque de capital). Foram aplicados os seguintes testes para a escolha do melhor modelo: inexistência técnica, ausência de progresso técnico e existência de duas fronteiras regionais. Ressalta-se que o resultado do teste de ausência técnica da fronteira estocástica não confirma o progresso técnico na região não semiárida, devendo haver uma investigação mais ampla com vistas a determinar as razões para isso. Sendo assim, a metatecnologia média para o semiárido cearense foi de 52%, ou seja, o produto máximo utilizado por suas combinações de fatores de produção é, em média, cerca de 52% da produção máxima que poderia ser alcançada (produção potencial) usando os mesmos fatores de produção e tecnologia disponível na região não semiárida. Com relação aos níveis médios de eficiência técnica (ET*) à metafronteira, o semiárido possui 44% e o não semiárido70%. Com efeito, o conjunto de combinações dos insumos e produtos da região são bem menos eficientes do que a região não semiárida. Conclui-se que o não semiárido cearense possui, em média, maior eficiência técnica com relação a metafronteira.
Abstract: Compare the technical efficiency (TE) between the semi-arid and non-semi-arid regions of Ceará using the metafrontier (FM) approach developed by Battese and Rao (2002) and redefined by Battese et al. (2004) and O'Donnell et al. (2008). The analysis is developed using an output (agricultural production) technology and multi-inputs (capital, labor, land, input expenses and capital stock). The following tests were applied to choose the best model: technical lack of technical progress, absence of technical progress and existence of two regional borders. It is emphasized that the result of the stochastic frontier technical absence test does not confirm the technical progress in the non-semi-arid region, and there should be a broader investigation to determine the reasons for this. Thus, the average metatechnology for the semi-arid region of Ceará was 52%, that is, the maximum product used by its own combinations of factors of production is, on average, about 52% of the maximum production that could be produced (potential production) Using the same factors of production and technology available in the non-semi-arid region. Regarding the average levels of technical efficiency (TE *) to the metafrontier, the semiarid has 44% and the non-semi-arid 70%. In this way, the set of combinations of the inputs and products of the region are much less efficient than the non-semiarid region. It can be concluded that the non-semi-arid region of Ceará has, on average, greater technical efficiency compared to the meta-frontier.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26501
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DEA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_dis_rbpsilva.pdf1,59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.