Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26351
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosta, Rafael Rodrigues da-
dc.contributor.authorGomes, Carolina de Oliveira-
dc.date.accessioned2017-10-04T18:10:25Z-
dc.date.available2017-10-04T18:10:25Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationGomes, C. O.; Costa, R. R. (2016)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26351-
dc.descriptionGOMES, Carolina de Oliveira. Modelos de negócio em tempos de convergência jornalística: um estudo de caso de Nova Cosmopolitan. 2016. 199f. TCC (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal do Ceará, Instituto de Cultura e Arte, Curso de Comunicação Social, Habilitação em Jornalismo, Fortaleza (CE), 2016.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectJornalismo pós-industrialpt_BR
dc.subjectRevistaspt_BR
dc.subjectModelo de negócio jornalísticopt_BR
dc.subjectConvergência midiáticapt_BR
dc.titleModelos de negócio em tempos de convergência jornalística: um estudo de caso de Nova Cosmopolitanpt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.abstract-ptbrNossa pesquisa investigou como o modelo de negócio tradicional do jornalismo está sendo afetado pela convergência midiática, a partir do caso da revista Nova Cosmopolitan. Para isso, avaliamos como a revista tem se reposicionado no mercado editorial jornalístico para se adequar às mudanças sofridas pelo meio. A escolha de Nova Cosmopolitan como objeto de análise se justifica pelo fato de a revista, após mais de 40 anos no mercado, ter transformado sua marca e a proposta editorial que mantinha, para assumir uma identidade internacional. Do ponto de vista teórico, discutimos o conceito de jornalismo pós-industrial, fazendo uma revisão de autores que discutem a influência da convergência midiática na contemporaneidade, como Jenkins (2009), Salaverría e Negredo (2008), Fígaro (2013) e Anderson, Bell e Shirky (2013). Em seguida, fizemos uma revisão teórica sobre o que é jornalismo de revista e suas características, a partir de reflexões de autores, como Ali (2009) e Scalzo (2009). Por meio de dados coletados em documentos, entrevista guiada, entrevistas fechadas e observação direta foi possível coletar evidências de que estratégias a Editora Abril está tomando. Investigamos também o ethos construído pela revista e de que forma ele se relaciona com os leitores, e a partir disso identificamos para que modelo de leitor a revista se refere. Ao final, apresentamos como a revista Cosmopolitan está se readequando ao mercado jornalístico e que ações estratégicas identificamos, para que ela gere retornos financeiros para a Editora Abril e conquiste leitores.pt_BR
Appears in Collections:JORNALISMO - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_cdogomes.pdf15,74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.