Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26177
Title in Portuguese: A existência no pensamento de Kierkegaard
Author: Silva, Abigail Noádia Barbalho da
Advisor(s): Chagas, Eduardo Ferreira
Keywords: Existência
Angústia
Ética
Issue Date: 2007
Citation: Silva, A. N. B.; Chagas, E. F. (2007)
Abstract in Portuguese: A Existência é um tema que assume um caráter especial nas obras de Sören Kierkegaard, por ser apresentado como o modo de ser específico do homem, considerado como indivíduo. Para Kierkegaard, a condição existencial do indivíduo é marcada por angústia, desespero e paradoxo. As categorias que caracterizam melhor a existência são a da possibilidade e a da eleição, pois o indivíduo tem diante de si um conjunto de realidades possíveis, dentre as quais ele deve realizar uma escolha. Esse indivíduo isolado permanece diante do mundo, de outros indivíduos e de Deus, e, mediante suas escolhas, determina o seu modo de existir. Kierkegaard estabelece três estádios da existência: o estádio estético, quando o indivíduo escolhe o prazer como finalidade da sua vida, vivendo na imediatidade. O estádio ético, quando a pessoa vive a exterioridade mediada pela generalidade da Ética. A existência ética consiste na relação responsável com o outro segundo o dever que, no caso do Cristianismo se fundamenta no amor. O indivíduo, porém, pode perceber que a norma ética aponta para o absoluto como seu fundamento, não podendo por si mesma satisfazer completamente o existir concreto da individualidade. Dessa forma, o indivíduo se volta ainda mais para a própria interioridade experimentando uma repetição, pois ele está numa relação absoluta com o absoluto, alcançando aquela satisfação pessoal denominada de beatitude eterna. Assim, tem-se o estádio religioso da existência que, para Kierkegaard, é o mais alto que se pode alcançar.
Abstract: Sören Kierkegaard’s works give special meaning to the theme “existence”, as the specific human mode of being, considered as an individual. According to Kierkegaard, the existential condition of individual is marked by anguish, despair and paradox of faith. The categories which best characterize the existential condition are possibility and election, since the individual faces a series of possible scenarios from which he/she must make a choice. Thus the individual stands in isolation before the world, others and God, and according to his choices, the individual determines his specific way of life. Kierkegaard conceived three types of existence: the esthetical existence if the individual’s choice is related to pleasure as the center and aim of his life, living for outwardness. The ethical existence, if the individual chooses to live the outwardness mediated by the generality of the ethics. The ethical existence consists in the responsible relationship with another based on the obligation, in the case of Christianity, is founded on love. However, the individual may find that the ethical norm points to an absolute as its foundation, and so is not able, on his/her own, to find full satisfaction in his/her own concrete existence of individuality. In this manner, the individual moves further still towards his/her own interiorness experiencing a repetition, since the individual has an absolute relation with the absolute, reaching that personal satisfaction known as eternal beatitude. And so, one has the religious stage of existence, which for Kierkegaard is the highest stage one can obtain.
Description: SILVA, Abigail Noádia Barbalho da. A existência no pensamento de Kierkegaard. 2007. 95f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26177
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_dis_anbsilva.pdf641,1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.