Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/25995
Title in Portuguese: Choques econômicos durante a gravidez, peer effects e a iniciação do hábito de fumar entre adolescentes no Brasil: evidências a partir da pesquisa nacional de saúde do escolar 2012
Author: Cunha Júnior, José Maria da
Advisor(s): Carvalho Júnior, José Raimundo de Araújo
Keywords: Choques exógenos
Determinante da iniciação ao fumo
Hábito de fumar
Modelo Proporcional de Cox
Issue Date: 2015
Citation: CUNHA JÚNIOR, José Maria da. Choques econômicos durante a gravidez, peer effects e a iniciação do hábito de fumar entre adolescentes no Brasil: evidências a partir da pesquisa nacional de saúde do escolar 2012 / José Maria da Cunha Júnior - 2015. 53 f. Dissertação (mestrado). - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Fortaleza, 2015.
Abstract in Portuguese: Utilizando como base de dados a PeNSE (2012), esta dissertação pretende investigar os determinantes da iniciação ao hábito de fumar entre os adolescentes no Brasil, através de um estudo populacional (com mais de 100 mil observações) acerca das características dos escolares, por meio de um modelo de duração (Modelo Proporcional de Cox). O modelo proposto confronta variáveis que capturam o hábito de fumo dos estudantes, suas características socioeconômicas e demográficas, características e hábito de fumo dos pais, o ambiente escolar e os choques exógenos durante a gestação, sobre o risco de o adolescente ter sua primeira experiência com cigarro. Estimativas, encontradas no presente estudo, evidenciam a relação entre choques exógenos durante o período gestacional e a probabilidade de o filho experimentar cigarro. Enquanto as flutuações na taxa de desemprego durante a gestação potencializaram o risco de o adolescente experimentar o fumo, o aumento do preço dos produtos relacionados ao fumo reduziram tal risco. Este resultado realça o fato de que o risco de iniciação ao hábito de fumar pode ter sua origem ainda durante a fase gestacional, ou seja, mostramos empiricamente a importância dos efeitos iniciais (early effects). Outro resultado que merece destaque é a existências de peer effects (pais e estudantes fumantes) sobre a decisão do adolescente começar a fumar. Por parte dos pais, houve uma relação positiva na influência dos pais fumantes na decisão do filho(a) começar a fumar, assim como foi verificado também, que a probabilidade da iniciação ao fumo é influenciada positivamente por estudantes da mesma turma que já tiveram experiência com cigarro. Algumas variáveis tiveram características inibidoras em relação à probabilidade de iniciação ao fumo, como o fato da possível reação negativa dos pais caso saiba do hábito de fumar do filho, e o fato de morar com os pais também reduziu a probabilidade de iniciação. Em conjunto, acreditamos ter contribuído para a literatura no que se refere aos determinantes da iniciação ao fumo, algo crucial no planejamento adequado de políticas públicas de prevenção e combate ao tabagismo.
Abstract: Using as a database the PeNSE (2012), this research intends to investigate the determinants of smoking initiation among adolescents in Brazil using a duration model (Cox proportional hazard models) through a population study (over 100,000 observations) regarding students characteristics. The proposed model confronts variables capturing the students smoking habit, their socioeconomic and demographic characteristics, parental characteristics and their smoking habit, the school's environment and exogenous shocks during pregnancy on the risk of adolescents initiate the experience with cigarette. Estimates found in this study show the relationship between exogenous shocks during pregnancy and the likelihood that the child try cigarette. For instance, while unemployment rate fluctuations during pregnancy potentiated the risk of the adolescent starts smoking, the increase in the tobacco inputs price reduced that risk. This result highlights the fact that the risk of initiation into smoking can be traced even during the gestational phase. That is, we showed the initial effects (early life effects) importance. Another result worth mentioning is the existence of peer effects (smokers parents and students) on adolescent decision to start smoking. Regarding the parents, it was verified a positive relationship in the influence of smoking parents in the child's decision to start smoking. Also, the likelihood of smoking initiation is influenced positively by students of the same class who have already had experience with cigarette. Some variables were inhibiting on smoking initiation probability, for example the possible parent negative reaction if aware about the son's smoking habit and the fact that living with parents also reduced the probability of initiation. In summary, we belive this study contributes to the literature regarding the determinants of smoking initiation, something crucial for public policies design preventing and combating smoking.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/25995
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:CAEN - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_jmcunhajunior.pdf802,37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.